Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Estratégia

Vasco lança plataforma de NFTs para celebrar Dia da Consciência Negra

Clube ganhou novo portal que terá como estreia tokens que relembrarão o histórico vascaíno de luta antirracista

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 22/11/2021, às 12h03

Projeto inédito de NFTs busca inserir a marca do Vasco em um contexto internacional de tokens não fungíveis - Reprodução / https://nft.vasco.com.br/
Projeto inédito de NFTs busca inserir a marca do Vasco em um contexto internacional de tokens não fungíveis - Reprodução / https://nft.vasco.com.br/

O Vasco anunciou, no último sábado (20), uma parceria com a plataforma de criptomoedas Binance. No mesmo dia, o clube carioca colocou no ar um novo portal de NFTs, que terá como estreia tokens que relembrarão o histórico de luta antirracista do clube, por meio de uma reinterpretação da “Resposta Histórica” em uma estética afrofuturista, em homenagem ao Dia da Consciência Negra, que foi celebrado no próprio sábado (20).

A série especial de NFTs tem como objetivo marcar a data e também a estreia do clube no universo dos tokens não fungíveis. Além da Binance como parceira, a coleção conta também com a BrasilNFT e tem o nome de ”Espelho… de 1924 para o futuro!”, trazendo cinco artes digitais em NFT. O projeto foi idealizado por Helio Ricardo Rainho, etnógrafo e Mestre em História e Bens Culturais, e pelo artista visual Juan Calvet.

”A Binance está muito entusiasmada com essa parceria. Cada vez mais percebemos um movimento interessante em clubes de futebol que estão entrando no universo cripto. Sentimos muito orgulho, em especial por essa coleção. Entendemos o quanto a luta contra o racismo é de extrema importância no cenário global, então ver o Vasco usando o poder da tecnologia blockchain para difundir essa mensagem é muito gratificante”, destacou Mayra Siqueira, gerente geral da Binance no Brasil.

O clube cruz-maltino é conhecido por participar ativamente da luta antirracista, desde os primeiros anos de sua história, como no famoso episódio em que o time se recusou a assinar o ofício que tentava banir jogadores negros de uma nova associação de futebol criada em 1924 (AMEA). Os NFTs lembrarão a carta, que ficou conhecida como Resposta Histórica, e quase 100 anos depois ainda é motivo de grande orgulho para os torcedores do clube.

Vale lembrar que, além dessa coleção, o time já possui planos para diversas ações envolvendo NFTs. Há um mês, a Máquina do Esporte informou sobre o lançamento da primeira linha de NFTs criada em parceria com a BrasilNFT por meio de desenhos enviados por crianças vascaínas. Para um futuro próximo, o clube pretende lançar um NFT infantil colaborativo, com a participação de crianças de todo o mundo, e também ações que envolvem realidade aumentada e construção do metaverso.

O projeto inédito de NFTs busca inserir a marca do Vasco em um contexto internacional dentro de uma unidade de negócio cada vez mais relevante, que é o mercado da arte digital e dos investimentos em ativos criptografados (tokens) não fungíveis, além de consolidar, por meio das técnicas do fanfiction e do storytelling, narrativas sobre feitos históricos do clube para torcedores, colecionadores e demais aficionados.