Motor

Autódromo do Rio é vetado por órgão ambiental

por Redação
A
A

O projeto de um novo autódromo no Rio de Janeiro, tocado pela empresa Rio Motorsports, terá que ser construído em um novo local ou ser alterado. O plano original era erguer a estrutura em Deodoro, na zona leste da capital fluminense.


A decisão foi da Comissão Estadual de Controle Ambiental, que soltou um estudo sobre o impacto ambiental do projeto e vetou a construção. Agora, haverá uma nova análise, que será feita em seis meses. Esse novo estudo abrangerá também cinco novas localizações para o empreendimento.

publicidade
publicidade

Pelo estou do comitê, a construção iria afetar 73 hectares de mata nativa da Floresta do Camboatá. E pelo menos seis espécies de animais em extinção poderiam ser impactadas.


O órgão também fez sugestões de novas localizações onde a construção não representaria um impacto ambiental significativo. Realengo, Santa Cruz, Gericinó, Campo Grande e o próprio Deodoro foram citados pelo comitê.


Segundo a entidade, há uma série de falhas no projeto da Motorsports. Na região, por exemplo, há algumas árvores nativas ameaçadas justamente onde seria o traçado da pista.

publicidade

Após ataque de hacker, Manchester United contrata agência de segurança