F1 estende parceria e terá Grande Prêmio da Austrália até 2035

Às vésperas do GP do Canadá, a nona etapa da temporada 2022, a Fórmula 1 anunciou uma extensão da parceria com o Grande Prêmio da Austrália, que já estava garantido no calendário até 2025. Agora, com a ampliação, a prova no Albert Park, em Melbourne, fará parte da temporada da principal categoria do automobilismo mundial até 2035.

Pelo novo contrato, a Fórmula 2 e a Fórmula 3 passarão a fazer parte da programação do fim de semana da corrida australiana pela primeira vez a partir de 2023.

Albert Park recebe a Fórmula 1 desde 1996, quando substituiu o circuito de Adelaide como sede da categoria na Austrália. Neste ano, a corrida foi disputada em abril após dois anos fora do calendário por conta da pandemia de Covid-19. E a prova foi um sucesso: quase 420 mil pessoas estiveram presentes no circuito, o maior número da história da categoria no país.

“O Grande Prêmio da Austrália nunca foi tão grande, com mais de 419 mil pessoas reunindo-se em Albert Park para a corrida deste ano. Sabemos o quão importante este evento é para nossa economia e é por isso que entregamos a maior ampliação de contrato da corrida desde que foi realizada em Melbourne pela primeira vez”, disse Martin Pakula, ministro de Turismo, Esporte e Grandes Eventos de Victoria, estado em que Melbourne está situada no mapa australiano.

“Este é um anúncio sensacional, que é simplesmente ótimo para Melbourne e Victoria. Ele se baseia na nossa rica história no esporte a motor, bem como no amor de Melbourne por grandes eventos esportivos, e fornece aspiração para a próxima geração de estrelas de corrida australianas. Estamos orgulhosos do nosso forte relacionamento com a Fórmula 1 e, juntos, faremos o esporte crescer na Austrália e na região da Ásia-Pacífico”, destacou Andrew Westacott, CEO da Australian Grand Prix Corporation.

“Melbourne é uma cidade internacional incrível e vibrante, que é uma combinação perfeita para o nosso esporte. Neste ano, vimos grandes multidões e fãs apaixonados no Grande Prêmio, e estamos muito animados com o futuro na Austrália, pois nosso esporte continua a crescer no país”, finalizou Stefano Domenicali, presidente e CEO da Fórmula 1.   

Vale lembrar que a prova australiana recebeu investimentos significativos nos últimos dois anos para melhorar o circuito, a experiência dos fãs e as instalações de um modo geral. Outras melhorias, incluindo o paddock e os boxes, estão planejadas para os próximos anos, dando continuidade ao trabalho de modernização do circuito.