Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Motor / Eletrificação em alta

Fórmula E celebra aumento global de audiência, com 286% no Brasil

Categoria acredita que estratégia de fechar com TVs abertas ajudou no impulsionamento de fãs

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 04/10/2021, às 14h19 - Atualizado às 14h21

Fórmula E cresceu 32% e alcançou cerca de 316 milhões de telespectadores espalhados por todo o mundo - Reprodução / Twitter (@FIAFormulaE)
Fórmula E cresceu 32% e alcançou cerca de 316 milhões de telespectadores espalhados por todo o mundo - Reprodução / Twitter (@FIAFormulaE)

A Fórmula divulgou, nesta segunda-feira (4), números globais relativos à audiência conquistada pelos monopostos elétricos na sétima temporada, disputada em 2020/2021. Um dos principais destaques da categoria foi o mercado brasileiro, com um impulsionamento de 286% na audiência das corridas, que foram transmitidas pela Cultura, na TV aberta, e pelo SporTV, na TV fechada.

Os bons números, no entanto, não ficaram restritos ao Brasil. Em escala global, a Fórmula E cresceu 32% e alcançou cerca de 316 milhões de telespectadores. Isso tudo com um calendário mais curto e sem corridas disputadas na Ásia, por exemplo, por conta da pandemia de Covid-19.

De acordo com a categoria, o sucesso se deve, entre outros fatores, à aposta em canais abertos de TV em diversos mercados europeus e sul-americanos. Na Alemanha, o crescimento chegou a 338%, enquanto no Reino Unido a audiência foi alavancada em 156%, na Itália em 128% e na França em 123%. Fora dos mercados europeu e sul-americano, outros destaques foram a Indonésia (aumento de 147%) e os Estados Unidos (crescimento de 25%).

“Este foi um ano de quebra de recorde para a Fórmula E, pois trabalhamos com nossas equipes, parceiros de mídia e patrocinadores para entregar uma estratégia que prioriza os fãs, enfatizando o desenvolvimento do público durante as corridas ao vivo e o envolvimento direto em nossas plataformas digitais. É claro que há um grande interesse dos fãs nas corridas elétricas da Fórmula E nas cidades, e estamos muito satisfeitos em ver que nossa estratégia de parceria com emissoras comprometidas com cobertura gratuita localizada, envolvente e acessível está valendo a pena”, comemorou Jamie Reigle, executivo-chefe da Fórmula E.

A próxima temporada, a oitava da história da categoria, está prevista para começar em 28 de janeiro de 2022, com uma rodada dupla na Arábia Saudita. No momento, o calendário completo aponta para 16 provas no total, o que seria um recorde, em 12 países diferentes, com direito a rodadas duplas também no Reino Unido, Estados Unidos e Coreia do Sul. Apenas uma prova, marcada para 4 de junho, ainda não tem uma sede definida.