Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Motor / Teve de tudo

GP da Hungria “maluco” de F1 rende vice-liderança na audiência à Band

Redação Publicado em 02/08/2021, às 17h02

Imagem GP da Hungria “maluco” de F1 rende vice-liderança na audiência à Band
Reprodução / Twitter (@F1)

O Grande Prêmio da Hungria, 11ª etapa do Mundial 2021 de Fórmula 1, rendeu a vice-liderança no Ibope à Band neste domingo (1º). A segunda posição reitera os índices que vêm sendo considerados muito bons pela emissora paulista, mas comprova também que, de um modo geral, a principal categoria do automobilismo mundial atrai praticamente só aqueles que sempre foram fanáticos por ela. Foram 3,5 pontos de média, com pico de 4,8 pontos. A participação de televisores ligados na Band durante a prova ficou em 9,6%.

A corrida deste final de semana, disputada no circuito de Hungaroring, contou com mais de duas horas de transmissão a partir da largada. Isso porque a pista molhada pela chuva levou a dois “strikes” na primeira curva causados por Valtteri Bottas e Lance Stroll, que obrigaram a direção de prova a decretar bandeira vermelha. Na confusão, cinco carros abandonaram. Além de Bottas e Stroll, também deixaram a prova a McLaren de Lando Norris, a Ferrari de Charles Leclerc e a Red Bull de Sergio Pérez. A outra Red Bull, de Max Verstappen, ficou bastante avariada, o que levou o piloto holandês para o fim do pelotão.

Com a pista limpa, a retomada da prova promoveu uma cena inusitada em mais de 70 anos da categoria. Líder, Lewis Hamilton se encaminhou para a largada, enquanto todos os outros pilotos decidiram largar dos boxes para trocar de pneus, uma vez que consideraram que os intermediários já não eram mais necessários com a pista secando. Com isso, o que se viu foi o heptacampeão mundial largando absolutamente sozinho no grid.

Como o britânico também chegou à mesma conclusão de pista secando e parou nos boxes logo no final da primeira volta pós-retomada da prova, caiu para o fim do pelotão e teve que fazer uma corrida de recuperação para chegar em terceiro. Max Verstappen, por sua vez, com o carro avariado desde o início, não conseguiu obter o mesmo resultado de Hamilton e chegou apenas em décimo. Depois do final da prova, com a desclassificação de Sebastian Vettel, que havia chegado em segundo, ambos ganharam uma posição. O vencedor da prova foi o francês Esteban Ocon, da Alpine, que alcançou sua primeira vitória na categoria.