Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Motor / Mídia

GP de Abu Dhabi, que decidirá F1, terá transmissão na TV aberta no Reino Unido

Channel 4 fechou acordo de sublicenciamento com a Sky Sports pela possibilidade de ser um momento histórico para o esporte britânico

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 09/12/2021, às 15h23

Lewis Hamilton e Max Verstappen decidirão título da temporada 2021 no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi - Reprodução
Lewis Hamilton e Max Verstappen decidirão título da temporada 2021 no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi - Reprodução

O Grande Prêmio de Abu Dhabi, que decidirá o título da temporada 2021 da Fórmula 1 terá transmissão ao vivo na TV aberta do Reino Unido pelo Channel 4. A corrida, que definirá o campeão da temporada mais disputada dos últimos anos, será realizada no próximo domingo (12).

O holandês Max Verstappen e o britânico Lewis Hamilton chegam à corrida empatados na liderança do Mundial de Pilotos com 369,5 pontos. Verstappen tem apenas a vantagem de uma vitória a mais durante o campeonato (9x8).

Atualmente, a Sky Sports, emissora de TV fechada, detém os direitos exclusivos de todas as corridas da F1 no país, exceto o GP da Inglaterra, até 2024. Como parte desse contrato, Sky e Channel 4 firmaram acordo de sublicenciamento para a TV aberta da corrida inglesa. Um novo acordo de sublicenciamento contemplou agora o GP de Abu Dhabi.

“O Grande Prêmio deste domingo é um dos maiores eventos esportivos da última década e pode ser um momento histórico para o esporte britânico. Decidimos abrir a corrida a todo o país no Natal por meio da nossa parceria com o Channel 4, para que todos possam fazer parte de um grande momento nacional enquanto Lewis Hamilton busca o histórico oitavo título do Campeonato Mundial”, afirmou Stephen van Rooyen, chefe executivo da Sky no Reino Unido.

Vale lembrar que, em setembro, o Channel 4 fechou acordo semelhante com o Amazon Prime Video para mostrar o título da tenista britânica Emma Raducanu no US Open. Em 2019, já havia acertado uma parceria com a Sky para exibir a final da Copa do Mundo de Críquete.