Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Motor / Alcance global

Mercedes fecha patrocínio com plataforma de criptomoedas FTX na F1

Marca terá exposição nos carros e macacões dos pilotos, além de motorhomes e garagens

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 24/09/2021, às 13h47

Lewis Hamilton já ostentou a marca da FTX no boné nesta sexta-feira (24), em Sóchi, na Rússia - Reprodução / Twitter (@MercedesAMGF1)
Lewis Hamilton já ostentou a marca da FTX no boné nesta sexta-feira (24), em Sóchi, na Rússia - Reprodução / Twitter (@MercedesAMGF1)

A Mercedes, atual heptacampeã mundial de pilotos e construtores da Fórmula 1, é mais uma gigante do esporte a adentrar o universo das criptomoedas. A escuderia fechou patrocínio com a plataforma global FTX, que terá exposição nos carros e nos macacões de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (George Russell a partir de 2022) já neste final de semana na disputa do GP da Rússia, em Sóchi.

Os valores da negociação não foram revelados, assim como a duração exata, que foi divulgada apenas como sendo “por vários anos”. A marca da FTX ainda estará presente nos motorhomes, nas garagens e em todo o serviço de hospitalidade de pista da Mercedes. Em um futuro próximo, equipe e patrocinadora deverão lançar iniciativas em conjunto, como tokens não fungíveis (NFT) e projetos de responsabilidade social corporativa.

“Estamos muito entusiasmados em dar as boas-vindas à FTX, uma das principais plataformas de criptomoedas do mundo, nova parceira da equipe de Fórmula 1 Mercedes-AMG Petronas. Seu espírito inovador e energia criativa em uma indústria global em rápido desenvolvimento os tornam um parceiro ideal em nossa busca incessante por desempenho. Juntos, esperamos criar novas e empolgantes oportunidades para interagir com nossos fãs e oferecer experiências de classe mundial para eles”, declarou Toto Wolff, chefe da equipe e executivo-chefe da Mercedes.

[Colocar ALT]

“A FTX está entusiasmada com a parceria com os atuais campeões mundiais de Fórmula 1, a Mercedes-AMG Petronas, para continuar ampliando nossa posição como a principal plataforma global de criptomoedas. Sob a liderança de Toto, toda a equipe de Fórmula 1 da Mercedes-AMG Petronas se concentrou na excelência e alavancou a inovação para ajudá-los a se tornarem sete vezes campeões de construtores”, afirmou Sam Bankman-Fried, fundador e CEO da FTX.

Para a empresa, o objetivo é ganhar visibilidade na principal categoria de automobilismo do mundo e, assim, aumentar seu alcance global com a enorme base de fãs da F1. A estratégia é parecida com a utilizada pela Crypto.com que, no início deste ano, fechou um acordo de patrocínio com a própria F1 cujo valor foi especulado em US$ 100 milhões.