Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Adidas comemora eficiência de chuteiras na Copa

Redação Publicado em 30/06/2010, às 17h48

A padronização de cores pode não ter funcionado tão bem quanto a estratégia da rival Nike, mas a Adidas encontrou um motivo para festejar o desempenho de suas chuteiras na Copa do Mundo de 2010: a eficiência. Segundo dados da companhia, 43% dos gols do torneio disputado na África do Sul foram marcados por atletas com seus calçados.

O maior exemplo de desempenho positivo das chuteiras da Adidas é a tabela de artilheiros. Até o momento, três jogadores dividem o topo dos goleadores da Copa do Mundo: o argentino Higuaín, o espanhol Villa e o eslovaco Vittek, todos patrocinados pela empresa.

Entre os modelos da Adidas, o que teve maior sucesso na Copa do Mundo de 2010 até aqui foi a chuteira F50, destinada a jogadores que têm a velocidade como característica. Trinta e três gols foram marcados por atletas com esse calçado.

Outros 20 gols foram marcados por jogadores com chuteiras Adidas na Copa do Mundo de 2010: 12 com Predator X, sete com Adipure e um com outro modelo. A Adipure é a chuteira do meia brasileiro Kaká. Lúcio, Michel Bastos e Grafite, os outros jogadores da seleção brasileira que têm acordo com a marca alemã, usam F50.

Entre as oito seleções que ainda disputam a Copa do Mundo, quatro têm contrato com a Adidas (Argentina, Alemanha, Espanha e Paraguai). Curiosamente, todas elas estão em um mesmo lado da chave, o que garante ao menos um time patrocinado pela marca na decisão do torneio. Os outros postulantes ao título são Brasil (Nike), Holanda (Nike), Gana (Puma) e Uruguai (Puma).