Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Adidas desiste de renovar, e NBA terá novo fornecedor a partir de 2017

Empresa, parceira por 11 anos e US$ 400 milhões, afirma que não teve retorno esperado com contrato

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 16/03/2015, às 14h48

Imagem Adidas desiste de renovar, e NBA terá novo fornecedor a partir de 2017

Camisas dos times da NBA com a marca da Adidas

A Adidas desistiu de renovar o contrato de fornecimento de uniformes com a NBA. O atual compromisso termina em 2017, e a empresa alemã discutia um novo contrato com a direção da liga norte-americana de basquete desde 2012.

Nesta segunda-feira, a companhia alemã soltou um comunicado oficializando a decisão. Com a Adidas fora da disputa, Nike e Under Armour, ambas norte-americanas, surgem como as favoritas para ocupar seu lugar.

Para que houvesse a renovação, a multinacional alemã havia oferecido um contrato menor do que o atual, assinado em 2006. Pelo acordo em vigor, a empresa pagou US$ 400 milhões por 11 anos de compromisso.

No entanto, na avaliação de executivos da Adidas, o contrato com a NBA não rendeu o retorno esperado. Por isso, a empresa visa se concentrar no desenvolvimento de novos produtos e no investimento no patrocínio individual de jogadores da NBA.

Mesmo com o contrato em vigor, a Adidas não foi capaz, no basquete, de fazer frente à Nike e sua linha Air Jordan, que hoje representam 96% do mercado de calçados da modalidade.

“Não conseguimos elevar nossa marca para o consumidor de basquete, o que era nosso alvo. Em última análise, decidimos mudar nossa estratégia de investimento e priorizar mais os jogadores”, afirmou Chris Grancio, gerente-geral de basquete da Adidas, em entrevista ao Portland Business Journal.

Nos Estados Unidos, a Adidas recentemente perdeu o segundo posto para a Under Armour. E continua distante da Nike em nível global.