Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Adidas ignora Umbro para seguir líder

Adidas ignora Umbro para seguir líder

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 09/06/2010, às 08h00 - Atualizado às 11h00

Adidas e Nike iniciaram neste ano uma batalha de declarações pela liderança mundial no futebol. A celeuma começou com a empresa americana, que anunciou em fevereiro que havia destronado a rival, primeira colocada do segmento nas últimas cinco décadas. Os alemães responderam em nota oficial e contestaram essa análise de mercado. A explicação para o antagonismo é que ambos se baseiam em avaliações com par"metros diferentes. A Nike considera ter se tornado líder mundial em futebol porque considera o faturamento total das companhias do setor. Para isso, teve peso determinante a aquisição da Umbro, que a companhia fechou em 2007 ? a negociação consumiu US$ 582 milhões. No terceiro semestre fiscal de 2009, a Nike registrou superávit de US$ 496,9 milhões, com incremento superior a US$ 250 milhões em comparação com o lucro do mesmo período na temporada anterior. A Adidas contestou a liderança da Nike, inicialmente, com o argumento de que a rival não havia apresentado números que justificassem a mudança de posição. Nesta semana, em Johanesburgo (África do Sul), a empresa alemã adicionou um fator à discussão: a presença da Umbro. ?Como marca, a Adidas ainda é líder no futebol. Pode comparar a Adidas com qualquer outra rival isoladamente. O que acontece é que eles somaram a Umbro?, disse Thomas van Schaik, diretor de relações públicas globais da empresa alemã. A ideia de comparar as marcas isoladas também exclui do faturamento da Adidas os números da Reebok, comprada pela companhia em 2005.