Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

África inaugura trem e ensina usuários

África inaugura trem e ensina usuários

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 11/06/2010, às 09h00 - Atualizado às 12h00

A África do Sul inaugurou na terça-feira desta semana uma das principais obras de infraestrutura no país para a Copa do Mundo de 2010. A sede do torneio lançou em Johanesburgo um trem de alta velocidade para ligar o distrito de Sandton, área nobre da cidade, ao aeroporto internacional OR Tambo ? o projeto prevê outra linha até Pretória, mas esse trecho só deve ser concluído em 2011. Fazer o veículo funcionar, entretanto, foi só uma etapa. Nos primeiros dias, as autoridades locais precisaram doutrinar os usuários do meio de transporte. A ?aula? do Gautrain começa antes mesmo dos guichês. Logo na entrada da estação, funcionários perguntam a rota desejada por usuários com feição menos decidida e indicam bilheterias ou acesso a plataformas. A passagem custa cem rands (R$ 23,48). Para amenizar as grandes filas nos guichês, mais funcionários em tom professoral. Nesse trecho, eles ensinam o preço de cada viagem e mostram que é possível comprar diretamente de suas mãos ? eles vendem apenas cartões com créditos de 300 rands. Com o cartão na mão, o cliente logo é interpelado por outro funcionário da estação para receber instruções de como passar por uma roleta. Outros trabalhadores aparecem logo depois do portão para dizer que é necessário descer quatro lances de escada rolante (há sinalizações em todos eles). O nível do trem também contém indicações visuais sobre os horários de partida do veículo. Ainda assim, outra vez os funcionários passam avisando a clientes que a saída se aproxima. A aula prossegue no interior do trem. Seguranças se posicionam em todos os vagões para dizer aos usuários que é impossível comer, levantar ou tirar fotos no interior do trem. Do lado externo, c"meras são acessórios extremamente comuns. Os seguranças também avisam, apenas no interior do trem, que existe uma divisão de vagões. Os compartimentos da frente abrem suas portas apenas em Sandton e no aeroporto, enquanto os intermediários param em outras duas estações. O percurso inteiro leva 15 minutos ? o veículo chega a atingir 160 quilômetros por hora em um trajeto de quase 20 quilômetros. O trem de alta velocidade é a grande aposta de Johanesburgo para amenizar os problemas de tr"nsito da cidade. A movimentação de carros, que costuma ser lenta nos horários de rush, ficou ainda mais complicada nas últimas semanas.