Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Amazon acerta direitos exclusivos do US Open para Reino Unido e Irlanda

Contrato estimado em US$ 40 milhões terá duração de cinco anos

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 20/04/2018, às 08h14 - Atualizado às 11h14

Imagem Amazon acerta direitos exclusivos do US Open para Reino Unido e Irlanda

A Amazon anunciou nesta sexta-feira (20) que comprou os direitos exclusivos do US Open, o quarto e último Grand Slam do ano no tênis mundial, para o Reino Unido e a Irlanda. A gigante do e-commerce transmitirá o torneio por meio de sua plataforma de streaming, o Amazon Prime Video.

Os valores da negociação não foram divulgados, mas, de acordo com o jornal britânico The Guardian, giram em torno de US$ 40 milhões. O contrato terá duração de cinco anos.

Foto: Reprodução / Twitter (@usopen)

"Essa nova parceria permite que a USTA (Associação de Tênis dos Estados Unidos) mostre nosso conteúdo ao vivo e sob demanda para membros do Amazon Prime em todo o Reino Unido e na Irlanda. Estamos empolgados em comercializar as transmissões via Prime Video e fornecer aos fãs mais formas de assistir às partidas de tênis", revelou Lew Sherr, diretor de receita da USTA.

"O Prime Video está focado em trazer aos clientes uma grande variedade de entretenimento de alta qualidade em drama, comédia, documentários, esportes ao vivo e muito mais. Estamos muito satisfeitos em oferecer agora aos fãs o US Open de tênis, sem nenhum custo extra para a sua associação, junto com seus programas e filmes favoritos", afirmou Jay Marine, vice-presidente do Amazon Prime Video na Europa.

"Estamos orgulhosos em fazer parceria com a USTA para adicionar o US Open ao crescente portfólio de esportes disponíveis no Prime Video. Este prestigiado evento, juntamente com os outros excitantes torneios de tênis que vêm este ano e no próximo, fazem do Prime Video um destino certo para os fãs do esporte no Reino Unido e na Irlanda", concluiu Alex Green, diretor de canais e esportes do Amazon Prime Video na Europa.

Vale lembrar que os direitos eram do canal Eurosport, em um acordo de sublicenciamento com a Sky. No entanto, quando a Eurosport anunciou em novembro que havia estendido seu acordo de direitos pan-europeus para o US Open, o acordo excluía o Reino Unido e a Irlanda, abrindo caminho para que a Amazon fizesse sua proposta.

A aquisição é mais uma da Amazon após ter feito um grande acordo com a ATP no último mês de novembro em que abocanhou uma série de torneios da elite do tênis mundial também por cinco anos, de 2019 a 2023.

Em maio do ano passado, a Amazon também finalizou um acordo para oferecer os canais da Eurosport via Prime Video no Reino Unido. Como a Eurosport detém os direitos exclusivos no Reino Unido para o Australian Open e Roland Garros, e os direitos não exclusivos para Wimbledon, a Amazon agora vai oferecer todos os quatro Grand Slams de tênis para o país.