Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Análise: Palmeiras mostra que há alternativa para mídia

Erich Beting comenta estreia da equipe em 2015 ter visibilidade na TV, mesmo sem acordo com Globo

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 16/01/2015, às 16h56 - Atualizado às 17h01

Imagem Análise: Palmeiras mostra que há alternativa para mídia
A adesão de 10 mil sócios-torcedores em cinco dias mostra o quanto o torcedor do Palmeiras se empolgou com as novas contratações do time.
Na primeira oportunidade que terá para apresentar alguns atletas à torcida, em amistoso no sábado, o clube contará com transmissão exclusiva da ESPN, em situação não muito comum no futebol brasileiro.
A ausência da Globo no jogo é curiosa e marca, simbolicamente, uma possível virada para os clubes dentro do mercado de transmissão esportiva. Há vida em outra emissora. E ela pode ser eficiente.
Para a ESPN, transmitir o jogo do Palmeiras com exclusividade, mesmo que seja um amistoso, é bom. Sem ter os direitos dos principais torneios locais, aproximar-se do torcedor do time com a transmissão de um evento é um ótimo ativo. 
A tendência é que a ESPN promova muito mais a transmissão do jogo e procure o engajamento do palmeirense do que se ele fosse apenas mais um amistoso de pré-temporada na Globo ou no Sportv.
Para a emissora carioca, é de se lamentar que o jogo não esteja na grade, até porque isso dá munição a um importante concorrente. 
Mas, para o esporte, a simples mudança de canal é uma boa notícia. Quanto mais oferta houver para o torcedor, maior a chance de isso gerar um maior valor para o evento. 
Há vida alternativa na mídia. Os clubes não enxergam isso há tempos. Talvez o Palmeiras mostre que o esporte pode viver além da Globo.