Anfitriões de Airbnb faturam R$ 81 milhões com Jogos no Rio

Vista aérea do Parque Olímpico do Rio 2016

Não são apenas os hotéis que irão faturar alto com o turismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Parceira oficial do evento, a comunidade de hospedagem alternativa Airbnb calcula que seus parceiros, os anfitriões, faturarão R$ 81 milhões com o evento na capital fluminense.

O Airbnb divulgou alguns números que cercam o Rio 2016. Até o momento, 66 mil hóspedes confirmaram presença pelo programa, que seleciona casas e apartamentos comuns para abrigar hóspedes. Dos confirmados, 50% são estrangeiros. O preço médio da hospedagem, para três pessoas, é de R$ 536.

Por esse crescimento no Rio de Janeiro, o Aribnb fará, em Ipanema, uma ‘casa’ de ativação, com o intuito de atender clientes e divulgar a parceria com o comitê organizador. Haverá uma equipe da empresa dedicada em atender o público carioca.

No Rio de Janeiro, são 38 mil anúncios de quartos via Airbnb. Eles ganham, em média, R$ 7 mil ao ano com o fornecimento de hospedagem. Hoje, o Rio de Janeiro é o quarto mercado do programa, atrás apenas de Nova York, Londres e Paris. Dentro do Brasil, a diferença é nítida; o segundo lugar é São Paulo, com 10 mil anúncios.

De forma geral, o Airbnb calcula que o turismo via alugueis de quartos vai girar R$ 247 milhões no Rio de Janeiro. Além da renda dos anfitriões, a conta considera as despesas dos hóspedes, calculadas em uma pesquisa feita pela própria companhia.