Apenas Limeira usa imagem de atletas na seleção

Rubén Magnano, técnico da seleção brasileira, com atletas do Brasília

Rubén Magnano, técnico da seleção brasileira, com atletas do Brasília

A convocação da seleção brasileira de basquete, divulgada pelo técnico argentino Rubén Magnano na última sexta-feira (17), revelou a presença de vários atletas que integram o Novo Basquete Brasil (NBB), elite brasileira na modalidade. Mas quase nenhum clube encontrou uma maneira de "ativar" essa novidade nos negócios.

O Winner/Limeira empresta à seleção nacional os jogadores Diego e Vitor Benite, recém contratado, e o técnico Demétrius Ferracciú, que integra a comissão técnica da equipe brasileira. A princípio, é o único clube a usar a imagem dessas figuras para fazer negócio. O treinador, curiosamente, é o foco das ações de marketing.

"Já usamos as imagens do Diego e do Demétrius, que é nosso carro-chefe, por ser um treinador novo e campeão, muito identificado com nossa cidade, nas negociações de patrocínio", afirma Denis Fernando, assessor de comunicação do Limeira, responsável na temporada passada por captar empresas interessadas em aportes.

Para o início desta semana, o clube paulista já agendou reunião com a Market-in, agência de marketing esportivo contratada no último mês para gerir o departamento de marketing da equipe, com o intuito de decidir como as convocações serão exploradas nos negócios. A empresa terá de encontrar mais formas de ativá-las.

"Temos mesmo de pensar mais nessa ativação, porque hoje o clube só pensa em captar recursos e esquece de fazer ações para promover os jogadores que estão surgindo", avalia Marcelo Vido, gerente de marketing e negócios do Minas Tênis Clube. A equipe mineira, com um atleta convocado à seleção, ainda avalia possibilidades.

Raulzinho, armador do Minas, foi chamado para integrar o elenco nacional, mas ainda não se sabe se irá continuar em Minas ou partir para o basquete europeu. Enquanto o atleta não estiver com o contrato devidamente renovado por mais uma temporada, pelo menos, afirma-se que não há razão para apostar na imagem dele. 

O Itabom/Bauru, por fim, ainda não sabe bem como trabalhar com a imagem de Larry Taylor. Na verdade, nem mesmo a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) tem certezas sobre a participação do norte-americano, pois a convocação foi efetuada antes que a naturalização do jogador tenha sido de fato realizada.

"Tudo é válido para agregar valor, quem sabe trazer patrocinadores, mas ainda não fechamos nada", conta Juliana Poli, diretora de marketing do Bauru. Outros clubes brasileiros com atletas convocados - Uniceub/BRB/Brasília, Pinheiros/Sky e Flamengo - não atenderam às chamadas da reportagem até o fechamento deste texto.

Confira, abaixo, a lista dos convocados com atuação no Brasil:

Armadores
Nezinho – Uniceub/BRB/Brasília
Raulzinho – Minas Tênis Clube
Vitor Benite – Winner/Limeira
Larry Taylor – Itabom/Bauru

Alas
Marcelinho – Flamengo
Alex – Uniceub/BRB/Brasília
Arthur – Uniceub/BRB/Brasília
Diego – Winner/Limeira
Marquinhos – Pinheiros/SKY

Pivôs
Douglas Nunes – Itabom/Bauru
Guilherme Giovannoni – Uniceub/BRB/Brasília