Aportes sustentam Woods como golfista mais lucrativo

Segundo revista, Tiger Woods ainda é o golfista mais bem pago do mundo

Segundo revista, Tiger Woods ainda é o golfista mais bem pago do mundo

A despeito de ter amealhado apenas US$ 2,29 milhões com o desempenho esportivo, o norte-americano Tiger Woods foi o golfista mais bem pago do mundo em 2010. Graças aos aportes publicitários, ele liderou um levantamento divulgado pela revista “Golf Digest”.

Woods teve uma queda de faturamento em torno de US$ 48 milhões em 2010, mas seguiu como o mais bem pago do mundo. A receita dele na temporada chegou aos US$ 74,2 milhões.

A pesquisa ratifica resultados divulgados anteriormente sobre Woods. O golfista foi envolvido em um esc"ndalo no fim de 2009 por conta de casos extraconjugais, perdeu patrocinadores como Accenture, AT&T e Pepsi e teve espaço reduzido em campanhas de outros parceiros.

Além disso, Woods recebeu neste ano a notícia de que a Procter & Gamble, dona da marca Gillette, não renovará aporte a ele. A companhia decidiu findar o time de atletas que incluía o golfista.

Ainda assim, Woods foi o atleta mais bem colocado em um ranking das pessoas mais poderosas do planeta que a revista “Forbes” divulgou neste ano. E um estudo feito pela universidade Carnegie Mellon mostrou que, mesmo depois do esc"ndalo, o golfista seguiu dando lucro à Nike, empresa que investe nele e não reduziu a aposta em função da celeuma.

A lista de patrocinadores de Woods também inclui EA Sports, Netjets, Tag Heuer, Tatweer, Laser Eye Centers, Upper Deck e a própria “Golf Digest”.