Após aprovação, Rogério estreia camisa "rosa" no São Paulo

Nova camisa precisou de aprovação da diretoria para ser confeccionada

Nova camisa precisou de aprovação da diretoria para ser confeccionada

No último sábado, o goleiro Rogério Ceni estreou uma nova camisa para jogar pelo São Paulo. Com a cor predominantemente rosa, o uniforme chamou a atenção de torcedores e gerou bastante polêmica. A nova camisa, porém, só entrou em campo após aprovação de toda a diretoria são-paulina, segundo a Máquina do Esporte apurou.

A Reebok, fabricante da camisa, divulgou comunicado no sábado dizendo que o novo uniforme de Rogério remontava àquele usado principalmente pelo goleiro Zetti nos anos 90, período em que o clube conseguiu suas maiores glórias.

O processo de criação da camisa até chegar a esse comunicado, porém, não foi tão simples assim. Rogério foi quem teve a ideia de fazer um uniforme cor-de-rosa para utilizar nas partidas do time. A Reebok, porém, pediu para que fossem conseguidas algumas assinaturas para que a camisa fosse confeccionada.

Apenas depois de o presidente Juvenal Juvêncio e de os dirigentes Adalberto Batista (então diretor de marketing) e Julio Casares (vice-presidente de comunicações e marketing) assinarem um documento aprovando o desenho do uniforme, que a Reebok passou a confeccioná-los.