Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Arsenal estende acordo máster com Emirates até 2024

Parceria de uniforme entre clube e multinacional teve início em 2006

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 19/02/2018, às 08h20 - Atualizado às 11h20

Imagem Arsenal estende acordo máster com Emirates até 2024

Foto: Reprodução / Twitter (@Arsenal)

O Arsenal anunciou a extensão de seu patrocínio máster com a multinacional do setor de aviação Emirates. Dessa forma, a parceria no uniforme, que teve início em 2006, está garantida até o final da temporada 2023/2024. Os dirigentes do clube londrino afirmaram que a renovação é o maior patrocínio já assinado pelo Arsenal: o novo contrato valerá 225 milhões de euros, cerca de R$ 900 milhões pelo período.

Pelo acordo, a Emirates permanece com seu logotipo na frente da camisa de jogo e também da camisa de treinamento dos Gunners. A companhia aérea com sede em Dubai também será responsável pelos voos do clube nas preparações de pré-temporada.

“Como negócio, estamos extremamente empenhados em apoiar esportes em todo o mundo e nosso relacionamento com o Arsenal não é diferente. Nossa parceria com o Arsenal Football Club é uma ótima combinação de duas marcas verdadeiramente globais, e estamos muito satisfeitos por ter ampliado esse relacionamento até o final da temporada 2023/2024, conectando fãs de todo o planeta com uma das maiores equipes do mundo”, declarou o presidente da Emirates, Tim Clark.

“Nossa parceria é a mais longa da Premier League e uma das maiores relações no esporte mundial. Este compromisso mútuo é testemunho da força e profundidade de nossa relação única. A Emirates é uma excelente parceira para o Arsenal, uma marca de classe mundial com um alcance verdadeiramente global. A companhia aérea desempenha um papel significativo em nossas ambições de ampliar nossa influência e seguir em todo o mundo. O novo acordo, que amplia a nossa parceria de uniforme até 2024, sublinha o quanto as duas organizações valorizam e se beneficiam da relação”, afirmou o CEO do Arsenal, Ivan Gazidis.

Vale lembrar ainda que a companhia aérea Emirates também possui os naming rights do estádio do Arsenal, em Londres, desde 2004. Pelo contrato, o local, com capacidade para quase 60 mil torcedores, ainda será chamado de Emirates Stadium pelo menos até 2028.