Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Astros fora da Copa comentam os jogos

Astros fora da Copa comentam os jogos

Duda Lopes em São Paulo - SP Publicado em 10/06/2010, às 08h00 - Atualizado às 11h00

Quem está envolvido no futebol de elite no mundo sonha em participar de uma Copa do Mundo. Quando não é possível atuar diretamente, viram astros nos veículos de comunicação. Último caso anunciado foi o do inglês David Beckham, novo contratado pelo Yahoo!. No entanto, o inglês não é o único que trocará de lado nesse Mundial. Afinal, não são apenas as estrelas em evidência ainda hoje que fazem parte das emissoras da Copa. Zinedine Zidane, por exemplo, foi protagonista dos últimos três Mundiais. Campeão em 1998 e vice em 2006, o ex-craque francês verá a Copa nas cabines da Televisa, rede mexicana de televisão. Ele terá a companhia de outro ex-jogador que também foi considerado um dos melhores do mundo: o português Luís Figo. Fernando Morientes, que não atua mais na seleção espanhola, completa o time. Entre os técnicos, Luiz Felipe Scolari, campeão em 2002 pelo Brasil e quarto colocado em 2006 por Portugal, também terá o seu espaço reservado na mídia. Ele será o comentarista da TV estatal sul-africana SABC. Após romper com o Bunyodkor, do Uzbequistão, Felipão ganhará US$ 18 mil para cada partida comentada, o que chegou a causar um mal estar público entre os funcionários da emissora, com salários bem inferiores a essa quantia. Até no Brasil tem técnico que aproveitará o período para comentar jogo e ganhar ainda mais prestígio, caso de Mano Menezes do Corinthians. O treinador gaúcho foi confirmado nesta semana pelo portal Terra como o mais novo blogueiro do site, com a promessa de passar seus conhecimentos táticos ao canal. Para o especialista em retorno de mídia da Informídia Pesquisas Esportivas, Rafael Plastina, essa é uma maneira de se manter em evidência mesmo estando fora da Copa, mas quem ganha mesmo é o veículo: ?Com o Beckham, o Yahoo! ganha um canhão de exposição?. Para Plastina, ficar em um veículo evita a perda de patrocinadores envolvidos para um Mundial, mas não jogar limita o surgimento de novos. ?Se a Inglaterra perder nas oitavas de final, não vai fazer diferença para o jogador. Mas se for campeão, ele deixa de ganhar novos aportes?, afirma.