Autarquia cessa apoio, e Assis encerra atividades

Sem poder público, clube não tem como bancar despesas da equipe - Crédito Maurício R. Martins

Sem poder público, clube não tem como bancar despesas da equipe - Crédito Maurício R. Martins

O Assis Basket, último colocado na atual edição do Novo Basquete Brasil (NBB), anunciou nesta segunda-feira (23) que terá de dissolver a própria equipe de basquete. Segundo nota publicada no site oficial do clube, a Autarquia Municipal de Esportes de Assis cessou sem aviso prévio o aporte financeiro que fazia ao time da cidade.

Sem os recursos repassados pelo poder público, o clube, que também não conta com nenhum patrocinador capaz de custear as despesas da equipe, não teria como pagar os salários de jogadores e comissão técnica e os gastos com infraestrutura.

"A decisão foi tomada com imenso pesar, mas não poderíamos assumir uma responsabilidade dessa monta, sem termos a certeza de um respaldo que, no momento, demonstrou-se imprescindível", consta na nota publicada no site do Assis.

Há pouco mais de um mês, em 20 de abril, o clube havia reunido a imprensa local para anunciar a contratação do técnico Té Barbosa. À época, Joaquim Carvalho Motta Junior, presidente do clube, já havia manifestado preocupação em relação aos patrocinadores.

À Máquina do Esporte, Marcus Gil, diretor de marketing do Assis, havia dito que o presidente se empenharia pessoalmente em convencer empresários da região a investir no basquete da cidade. Aparentemente, os esforços não tiveram bons resultados.