Bahia negocia novas propriedades no uniforme

Carlos Alberto e Ricardinho: estrelas devem dar ainda mais exposição

Carlos Alberto e Ricardinho: estrelas devem dar ainda mais exposição

O Bahia quer novos patrocinadores em seu uniforme. Para aproveitar a exposição que terá com o seu retorno à Séria A do Campeonato Brasileiro, em que esteve ausente por sete anos, a direção do clube colocou à disposição do mercado mais duas propriedades para patrocinadores: a manga e a barra da camisa. Com o início do torneio, as negociações têm avançado.

O clube admite que já conversa com algumas empresas interessadas no espaço, mas espera uma valorização das ofertas. A diretoria de marketing do Bahia tem afirmado que os valores colocados em 2010 estavam abaixo do mercado. Dessa maneira, a intenção é ganhar cerca de 50% a mais em 2011.

A primeira empresa que teve que se retirar porque o clube pediu alto foi a Insinuante, que teve sua marca nos ombros do uniforme tricolor. O atual patrocinador máster, a OAS, comprou o espaço e aumentou a sua exposição na camisa do time. Para o seu espaço principal, o contrato já havia sido renovado na metade de 2010.

A má campanha no Campeonato Baiano não ajudou o clube a conseguir novos parceiros antes do início do Campeonato Brasileiro, assim como interrompeu a campanha para novos sócios do clube. No entanto, o Nacional terá exposição maior, e o clube almeja bons resultados, tanto no marketing quanto em campo, com nomes recém-contratados conhecidos do futebol brasileiro, caso de Ricardinho e Carlos Alberto.

O marketing do Bahia ainda não sabe como pode usar diretamente os dois atletas, mas já admite que deverá conversar com eles para usar a imagem em recursos do marketing, como captação de sócio-torcedor, por exemplo. A hipótese, no entanto, ainda não passa de um mero desejo.