Bahia segura definição de fornecedor até fim do BR

Clube pretende esperar desfecho do Nacional para escolher parceiro

Clube pretende esperar desfecho do Nacional para escolher parceiro

A Lotto ainda não sabe se irá vestir o Bahia na próxima temporada. Na verdade, nem mesmo o próprio clube tem certeza sobre quem será o fornecedor de materiais esportivos, e nem há tanta pressa. Com contrato vigente até dezembro deste ano, dirigentes da equipe vão esperar pelo fim do Campeonato Brasileiro para fechar negócio.

A atual fornecedora já vem tentando renovar a parceria desde a última temporada, quando o Bahia conquistou o direito de voltar à elite nacional ao ficar entre os quatro melhores colocados da Série B. Mas o time baiano esperou pelo acesso para negociar o acordo seguinte. Agora, de novo, aguardará desfechos para assinar contrato.

Embora tenha goleado o Flamengo no último fim de semana, a equipe tricolor ainda está a apenas três pontos da zona de rebaixamento do Nacional. Caso o Bahia não consiga se manter no primeiro escalão, um contrato de fornecimento naturalmente seria desvalorizado, enquanto, por outro lado, a permanência significaria mais verba.

"A Lotto é um parceiro que fez um bom trabalho, tem nossa prioridade, mas o Bahia hoje está em um bom momento, e nós temos de saber usá-lo em nosso favor", explica Sacha Mamede, diretor de marketing da equipe baiana. "Eles, inclusive, estão cientes de que temos sido procurados por concorrentes interessadas em substitui-los".

Os dirigentes não revelam quais são as empresas dispostas a ocupar a função preenchida pela Lotto, tampouco valores envolvidos nas negociações, mas garantem que não irão fechar negócio com nenhuma "aventureira". A má experiência do rival Vitória com a Champs, anos atrás, serve de referência para fechar com grande fabricante.