Bandeirantes mantém audiência de quarta-feira

Botafogo e São Paulo se enfrentaram no último fim de semana e levantaram o Ibope da Bandeirantes. Mesmo em uma tarde de domingo, quando as emissoras costumam ter audiências menores com o futebol, a transmissão rendeu a mesma pontuação apresentada na última quarta-feira à noite, quando houve o recorde do ano no Campeonato Brasileiro.

A Bandeirantes conseguiu, pela sétima vez nessa edição do Nacional, oito pontos de média no Ibope no último domingo. Esse é o maior número que a emissora atingiu neste Campeonato Brasileiro, e ele foi repetido pela segunda vez consecutiva. Na última quarta-feira, a emissora também ficou com oito pontos, no clássico entre São Paulo e Corinthians.

Já a Rede Globo não esteve com uma pontuação acima do comum. Na última quarta-feira, quando o Ibope costuma ser mais alto, a Globo conseguiu 30 pontos de média, sua melhor audiência neste Campeonato Brasileiro. Já no último domingo, a emissora ficou com 20 pontos de média.

No domingo anterior, a Globo ficou com 17 pontos de média com a partida do Palmeiras, mas há 15 dias o número chegou a 21 pontos com a partida entre Fluminense e Corinthians. Na mesma faixa de horário, o Ibope não passou dos 22 pontos neste ano. Essa pontuação foi atingida com Flamengo x Corinthians e Santos x São Paulo.

Fórmula 1

A Fórmula 1 ficou praticamente definida na última prova. Com a vitória de Sebastian Vettel em Cingapura, o piloto alemão ficou a um ponto de vencer o campeonato, o que deve acontecer no próximo dia 9, no Japão. No entanto, mesmo em seus momentos decisivos, a corrida não conseguiu subir a audiência. Às 9 horas, a Globo ficou com apenas 11 pontos de média.

Em comparação, em 2010, quando Fernando Alonso venceu a corrida asiática, a emissora carioca conseguiu 14,5 pontos de média. Neste ano, essa pontuação só foi atingida uma vez, no Grande Prêmio de Montreal. A disputa ocorreu às 14 horas e conseguiu 15 pontos de média na audiência.       

Cada ponto no Ibope é equivalente a 58.300 domicílios sintonizados. Os dados da medição consideram apenas a audiência de São Paulo, região de referência para o mercado publicitário.