Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Bayern de Munique pode trocar parceria com Audi por BMW

Substituição poderia gerar problemas, pois atual contrato com a Audi é até 2025

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 17/09/2018, às 10h42

Imagem Bayern de Munique pode trocar parceria com Audi por BMW

A imprensa europeia confirmou nesta segunda-feira (17) uma especulação que já vem desde o mês passado: o Bayern de Munique pode trocar a parceria que tem com a montadora alemã Audi por outra alemã, a BMW. A substituição do patrocínio oficial, no entanto, pode vir acompanhada de uma série de problemas, já que o atual contrato do clube com a Audi vai até 2025.

De acordo com a imprensa europeia, a BMW teria persuadido o presidente do Bayern, Uli Hoeness, a fazer a troca, prometendo pagar mais do que os € 30 milhões por ano pagos pela Audi no contrato vigente. Para isso, porém, a BMW teria que comprar a participação de 8,33% da Audi no clube, adquirida em 2011 por € 90 milhões.

Foto: Reprodução

Há, contudo, outra especulação circulando nos bastidores. A Audi teria oferecido € 60 milhões anuais para estender o contrato por mais cinco anos com o clube.

Se essa última possibilidade se mostrar verdadeira, o que contaria a favor da BMW seria o fato de os conselheiros do Bayern verem com bons olhos uma parceria com a marca por conta da sede dela ser na Baviera, mesma região onde fica a sede do clube na Alemanha.

O outro motivo é mais contundente e há quem diga na imprensa alemã que é o principal motivo para que o Bayern queira fazer a troca. A Audi faz parte do grupo Volkswagen, marca que esteve envolvida em um escândalo de falsificação de resultados de emissões de poluentes em motores a diesel em 2015. Os conselheiros acreditam que a imagem da marca ainda esteja prejudicada por esse fato.

A verdade é que a bola está nas mãos, ou nos pés, da Audi. Pelo contrato, a marca pode simplesmente se recusar a encerrar o contrato com o Bayern. Isso poderia fazer com que o clube não consiga fechar com a BMW e ainda possa perder cerca de € 200 milhões até o final do contrato daqui sete anos.