Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Bombril pode mudar cota para ficar no SP

Bombril pode mudar cota para ficar no SP

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 26/05/2010, às 14h00

Ex-patrocinadora do clube, a Bombril voltou neste ano à camisa do São Paulo. A marca fechou contrato para estampar as mangas tricolores até o fim da participação da equipe na Copa Santander Libertadores de 2010 ? os valores não foram revelados. E, para o ano que vem, a companhia pode protagonizar outra retomada: a da cota máster do uniforme da equipe paulista. A ideia faz parte de um plano da Bombril para investir mais fortemente no futebol. O esporte é uma das grandes apostas da empresa para manter um crescimento na casa dos dois dígitos, patamar alcançado nos últimos quatro anos, reforçar os 75% de market share do produto Bombril e replicar esse desempenho para os quase 200 artefatos que o grupo pretende lançar em 2010. Tudo isso será traduzido em um investimento mais agressivo no futebol. Neste ano, a Bombril incluiu o esporte em sua verba total de marketing, que é de R$ 60 milhões. Para 2010, a empresa pretende aumentar consideravelmente esse número e o montante reservado à modalidade mais praticada no país. Uma das possibilidades é investir em um patrocínio máster ao São Paulo. A Bombril ocupou peito e costas da camisa tricolor em 1998, mas voltou com um aporte às mangas neste ano (a Biosintética, que também fechou até o fim da Libertadores, está no espaço mais nobre do uniforme). Desde o ano passado, a diretoria do clube paulista trabalha com uma meta de arrecadação em torno de R$ 40 milhões por sua principal propriedade. É provável que a definição sobre o futuro da parceria entre Bombril e São Paulo aconteça durante a Copa do Mundo deste ano. A atual campanha da empresa terminará pouco antes do torneio, período em que a empresa aproveitará para planejar suas ações. Inicialmente, esse tempo servirá para que Bombril e São Paulo fechem um cronograma de ativação do patrocínio ? até o momento, a empresa tem desenvolvido apenas ações de relacionamento com cem ingressos por partida da equipe. Mas as conversas também guiarão o futuro do acordo em 2011. O São Paulo não tem um patrocínio fixo desde o início deste ano, quando decidiu não renovar acordo com a LG ? a IPS, tecnologia da marca que estampava as mangas das camisas tricolores, ficou até março.