Botafogo lança licenciado somente com a marca “Sete”

O Botafogo lançou uma linha de camisas licenciadas que não tem a marca do clube. No lugar da “Estrela Solitária”, o clube registrou a marca “Sete”, simbólico número da história do clube, a fez modelos casuais. Os produtos fazem parte da estratégia da diretoria alvinegra de colocar no mercado marcas paralelas à mais tradicional e conhecida, o símbolo botafoguense.

Segundo o diretor de marketing do Botafogo, Marcelo Guimarães, esse é um modo de o clube dialogar com aqueles torcedores menos fanáticos e até mesmo torcedores de outras equipes. “Queremos aumentar a possibilidade de alcance do Botafogo, de preferência com o público mais jovem”, afirmou.

Mesmo entre os mais fanáticos, a camisa com o “Sete” entra no segmento de linhas casuais, que atendem àqueles torcedores que querem ir com a camisa do clube em eventos sociais mais formais.

A ideia de formar marcas paralelas para chamar públicos diversos para o Botafogo tem um projeto paralelo ao “Sete”. Trata-se de uma linha infantil referente ao goleiro Jeferson. Novamente não há a marca do Botafogo, e sim cores que remetem à seleção brasileira. O intuito é fazer a associação do jogador ao clube e atrair os mais jovens.

Sete é Fogo

Na campanha mensal “Sete é Fogo”, que acontece todo dia 7, o Botafogo já elegeu um homenageado, mas dessa vez um dono da camisa “oito”. Trata-se de Gerson, que terá uma linha de licenciado estilo retro. O anfitrião do evento que está sendo planejado será Renato, que carrega a mesma numeração na camisa atualmente.