Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Brahma usa "efeito Honda" e ativa Botafogo com lata em japonês

Outras marcas também aproveitaram comoção da torcida com nova contratação

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 10/02/2020, às 09h00 - Atualizado às 12h00

Imagem Brahma usa "efeito Honda" e ativa Botafogo com lata em japonês

A comoção da torcida do Botafogo com a apresentação do japonês Keisuke Honda, novo reforço do time, serviu de mote para uma ativação pontual da Brahma. A marca de cerveja decidiu criar uma edição especial com algumas latas personalizadas do clube alvinegro escritas em japonês.

As latas comemorativas foram colocadas à venda dentro do Estádio Nilton Santos, onde Honda foi apresentado aos torcedores na manhã deste sábado (8). A marca de cerveja preparou também uma festa para embalar os cerca de 10 mil torcedores que levaram 1kg de alimento não-perecível para participar da apresentação, que também contou com jogo do time Sub-17 e shows promovidos pela Brahma.

Foto: Divulgação / Brahma

Na sexta-feira (7), o desembarque de Honda no Aeroporto do Galeão já havia levado quase 2 mil pessoas ao local. O frenesi chamou a atenção de alguns patrocinadores para a festa do dia seguinte. Além da Brahma, o restaurante Sushi Rão, autodenominado o maior delivery de comida japonesa do país, patrocinou o evento festivo. Outra marca que fechou acordo exclusivamente para o dia da apresentação foi a escola de inglês Brasas.

Outro local que faturou em cima da chegada do meia japonês foi a loja oficial do Botafogo no Nilton Santos. No sábado (8), a loja comercializou camisas personalizadas com o número 4 às costas e o nome de Honda escrito também em japonês.

"Foi um momento maravilhoso, uma experiência nova para mim. Chegar no aeroporto e ver tanta gente me esperando. Nós estamos no Brasil, não no Japão. Foi impressionante. Não vejo a hora de poder jogar. Espero poder contar com os torcedores. Vou tentar fazer o meu melhor. Obrigado, Brasil", disse Honda, logo após a recepção calorosa no aeroporto, em depoimento à TV do Botafogo.