Brasil leva cultura e até carro alegórico à Copa

Sede da próxima edição da Copa do Mundo, o Brasil lançou diferentes iniciativas na África do Sul em 2010 para fortalecer sua imagem. O país que recebe o evento neste ano foi invadido por campanhas de divulgação do turismo, da indústria e do comércio dos pentacampeões. Mas também recebeu um projeto, menos badalado, sobre a cultura sul-americana, trabalho de marketing que inclui cinema, oficinas, shows e até aulas para a construção de um carro alegórico.

O projeto é desenvolvido pelo Ministério Brasileiro da Cultura através da Fundação Cultural Palmares, com investimento de R$ 3 milhões. Além disso, a iniciativa é patrocinada pela Eletrobras via Lei Rouanet e tem parceria com a Maurício Pessoa Produções.

Até o início de julho, haverá diferentes manifestações culturais brasileiras na África do Sul. A lista inclui exibições dos filmes “Broder”, “Filhos de João” e “Besouro”, shows do Olodum e de Margareth de Menezes e apresentação da escola de samba carioca Portela.

Além disso, um grupo formado por representantes do Rio de Janeiro e por especialistas do festival de Parintins ensinará a população da África do Sul a construir um carro alegórico. O projeto terá como tema a diversidade cultural, será montado em Johanesburgo e ficará como doação à cidade.

O projeto ainda conta com oficinas culturais e aulas de temas que integram a cultura brasileira, como a capoeira. O projeto será desenvolvido em Johanesburgo, Durban e na Cidade do Cabo.

“Esse é o começo de um trabalho de difusão da nossa cultura que continuará até a próxima Copa do Mundo. Nosso país só tem a ganhar com isso”, disse Zulu Araújo, presidente da Fundação Cultural Palmares.

Outras iniciativas na África do Sul também tentam divulgar a cultura brasileira. Esse é o caso do “Botequim do Rio”, montado por autoridades do Rio de Janeiro, e da Casa Brasil, projeto nacional – os dois estão situados em Johanesburgo.

Na Casa Brasil, a demonstração de patrimônios culturais do Brasil é apenas um dos objetivos primordiais. O espaço também abrigará exibições de segmentos do país sul-americano, como degustação de carne e demonstrações de softwares.

Existe uma determinação da Fifa que impede a divulgação da próxima Copa do Mundo enquanto a atual estiver em curso. O embargo, portanto, prosseguirá até o dia 11 de julho, data da decisão deste ano.