Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Cambuci, dona da Penalty, celebra lucro 21% maior em 2019

Empresa mudou estratégia e reposicionou principal marca no ano passado

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 11/03/2020, às 07h48 - Atualizado às 10h48

Imagem Cambuci, dona da Penalty, celebra lucro 21% maior em 2019

O processo de reposicionamento da Penalty no mercado já começa, literalmente, a render frutos para a empresa. Nesta semana, a Cambuci, dona da marca de artigos esportivos, anunciou que encerrou o quarto trimestre de 2019 com um aumento de 21% no lucro líquido em comparação a 2018.

A Cambuci encerrou 2019 com um lucro de R$ 20,2 milhões. No ano anterior, o lucro da empresa havia sido um pouco menor, de R$ 16,7 milhões. O crescimento reforça a nova estratégia adotada pela empresa, que reduziu o aporte ao futebol profissional e passou a focar em poucas propriedades, mas com maior poder de mídia e de vendas.

Foto: Divulgação / Penalty

No futebol, a marca tirou o investimento como bola oficial de diversos campeonatos estaduais para se concentrar no Campeonato Paulista e nas Séries B e C do Brasileirão. No futsal, a Penalty voltou a ter Falcão como seu maior ativo e também passou a apostar na linha feminina, com apoio a Amandinha, uma das principais jogadoras do mundo.

O reposicionamento da Penalty, principal marca do grupo Cambuci, ajudou na recuperação financeira da empresa, já que a lucratividade ficou maior a partir da redução dos investimentos.

Com uma operação mais enxuta, a Cambuci tem conseguido operar há nove trimestres com saldo positivo no caixa. A reestruturação da companhia começou em 2016 e coincide com a redução dos investimentos das grandes marcas internacionais após o Rio 2016. Em 2020, a empresa completa 75 anos, enquanto a Penalty celebra 50 anos, sendo a marca esportiva mais antiga do país.