Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Case internacional: Seleção da Alemanha na Copa

Alemães planejaram conquistar o Brasil não só dentro de campo. E conseguiram!

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 02/01/2015, às 08h10 - Atualizado às 10h10

Foi tudo de caso pensado. E muito bem pensado! A Alemanha decidiu se hospedar em Santa Cruz Cabrália para os 40 dias de Copa do Mundo. O lugar não estava entre os escolhidos pela Fifa para abrigar as 32 seleções que disputariam o Mundial. Os alemães encontraram investidores, construíram um resort num lugar e trataram de fazer a Fifa aprovar o espaço.

Não era só pela logística para o deslocamento do time, ou para a aclimatação ao calor do Nordeste, onde os alemães jogariam as três partidas da primeira fase. A seleção germânica aproveitou para se relacionar diretamente com a população local, expandindo a relação com o povo brasileiro justamente na cidade em que o Brasil foi descoberto. Os alemães planejaram conquistar o Brasil pelo mesmo ponto onde Cabral desembarcou em 1500.

Durante o Mundial, os tuítes em português feitos por alguns jogadores da Alemanha ajudaram na conquista alemã, a ponto de transformar o meia Lukas Podolski num ídolo nacional, com torcedores fazendo campanha para seus times contratarem o jogador.

A grande sacada, porém, veio depois dos 7 a 1 aplicados sobre o time brasileiro na semifinal. Os alemães não tripudiaram, seguiram firmes e, no fim, lavaram a alma do torcedor ao ganharem da Argentina na final, impedindo o título do maior rival. 

Clique nos links abaixo para conhecer os "Melhores do Ano de 2014":

Os Melhores do Ano de 2014

Case internacional

Ativação de patrocínio

Comunicação de patrocínio

Ação de maior impacto

Melhor campanha publicitária

Melhor ação envolvendo atletas

Melhor uso de redes sociais

Maior valorização no esporte

Ação mais ousada

Atleta do ano

O executivo do ano