Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Castore experimenta megaexposição com "boom" de Andy Murray

Tenista utilizou marca no Australian Open, em que anunciou aposentadoria

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 15/01/2019, às 16h04

Imagem Castore experimenta megaexposição com "boom" de Andy Murray

Desde a última sexta-feira (11), quando o ex-número 1 do mundo Andy Murray surpreendeu o mundo do tênis e anunciou que o Australian Open podia ser o último torneio de sua carreira, a mídia esportiva mundial teve um verdadeiro "boom" em cima do tenista britânico. E quem mais ganhou com o anúncio de aposentadoria de um ídolo? Uma marca que assinou com ele apenas poucos dias antes.

A Castore é uma marca britânica de roupas esportivas. Muito longe de ser conhecida como rivais do porte de Nike, Adidas, Puma e Under Armour, a fabricante experimentou uma verdadeira megaexposição ao se unir a Murray.

Foto: Reprodução

A confirmação da parceria só veio a público quando o tenista apareceu na sala de imprensa para a coletiva em que anunciou a aposentadoria vestindo camisa e boné da marca. E como minutos depois deu a declaração que repercutiu pelo mundo todo, fez com que a Castore ficasse no centro das imagens de inúmeros noticiários esportivos espalhados pelo planeta.

"Sou fã da marca Castore e acompanho seu progresso há algum tempo. Como esta parceria será potencialmente minha última, quero usar os melhores produtos. Eu tenho testado uma série de kits diferentes, incluindo a Castore, e gosto muito dos seus produtos. Temos discutido oportunidades em potencial para trabalhar juntos, e estarei usando Castore no Australian Open, já que fiquei tão impressionado com a qualidade dos meus testes durante os treinamentos", afirmou Murray.

"Estamos muito satisfeitos por Andy ter escolhido usar Castore no Aberto da Austrália. O tenista britânico de maior sucesso na história optando por usar nossos produtos para ajudar em sua performance é um verdadeiro privilégio e realmente ressalta a qualidade superior dos produtos Castore. Criamos roupas esportivas que ajudam a melhorar o desempenho dos atletas e é fantástico que Andy classifique nossos produtos tão bem", declarou Tom Beahon, cofundador da Castore.

Como ambos deram a entender, a parceria pareceu restrita à participação do tenista no primeiro Grand Slam do ano, em que caiu na primeira rodada após perder em um jogo emocionante de cinco sets para o espanhol Roberto Bautista Agut. No entanto, a imprensa britânica especula que a Castore pode continuar com Murray, independentemente do ex-número 1 do mundo decidir pelo encerramento da carreira imediatamente ou não.

Isso porque o tenista disse que gostaria de se despedir das quadras em Wimbledon, torneio mais tradicional do esporte e onde Murray é ainda mais querido por ser o jogador da casa. A aposentadoria agora ou apenas no meio do ano durante o torneio londrino vai depender de uma cirurgia que ele terá ou não que fazer no quadril nas próximas semanas.

Até sair a decisão final, quem aproveita os louros da aposentadoria precoce é a Castore, primeira marca a vestir o britânico após os quatro anos em que o jogador teve acordo com a americana Under Armour (2015 a 2018). O futuro, no entanto, seja do tenista, seja da parceria, ainda é incerto.