Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

CBF finda dúvida e tira Morumbi da Copa

CBF finda dúvida e tira Morumbi da Copa

Erich Beting e Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 16/06/2010, às 14h00

* Atualizada às 16h08 O Morumbi está fora do projeto brasileiro para a Copa do Mundo de 2014. Depois de incessantes especulações sobre o futuro do estádio, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou nesta quarta-feira, numa nota publicada em seu site oficial, que a arena foi alijada do torneio. O veto ao Morumbi deixa São Paulo, ao menos temporariamente, fora da Copa do Mundo. A não ser que o comitê paulista consiga apresentar a tempo um projeto alternativo para receber jogos da competição, não haverá partidas na região. ?É impensável que São Paulo, a maior cidade do país, fique fora da Copa do Mundo. A região possui estrutura hoteleira e econômica suficientes para estar na competição, mas existe essa questão em algo fundamental para a organização dos jogos, que é o estádio?, admitiu o ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, em entrevista concedida em Johanesbugo. A decisão é o ápice de uma polêmica que se arrasta desde quando o Brasil não tinha sequer sido confirmado como sede da Copa. O Morumbi esbarrou majoritariamente na incapacidade de obter garantias financeiras de que conseguiria custear a reforma exigida pela Fifa. ?As garantias financeiras referentes ao estádio não foram entregues dentro do prazo estabelecido pela Fifa e pelo comitê organizador local (COL). Portanto, não existia outro caminho?, afirmou o presidente da CBF e do COL, Ricardo Teixeira. Como São Paulo postulava receber a abertura da Copa do Mundo, o Morumbi deveria atender a um grau maior de exigência. Isso motivou uma série de idas e vindas de projetos do comitê paulista e pareceres da Fifa, procedimento que chegou a ser encarado por autoridades brasileiras como uma tentativa do São Paulo Futebol Clube de protelar a decisão até a instituição obter receitas ou o governo local ficar sem alternativa. Na última semana, o comitê paulista solicitou à Fifa uma nova alteração no projeto da arena. A versão aprovada pela entidade teria um custo de R$ 636 milhões, valor que o São Paulo não conseguiria custear. ?Conversei com o presidente Juvenal Juvêncio, e ele disse que entregou as garantias a tempo para a CBF. Quando o comitê organizador local diz que o prazo não foi cumprido, nós precisamos averiguar as informações e checar os protocolos para tirar essa situação a limpo?, completou Orlando Silva Júnior. Confira a íntegra da nota publicada no site oficial da CBF: ?Não foram entregues ao Comitê Organizador Local da Copa do Mundo 2014 (COL), por parte do Comitê da Cidade de São Paulo, as garantias financeiras referentes ao projeto do Estádio do Morumbi aprovado pelo COL/FIFA no dia 14 de maio de 2010. O Comitê da Cidade de São Paulo enviou recentemente ao COL um sexto projeto, que não será examinado, por ter sido entregue fora do prazo estabelecido pelo COL. Sendo assim, fica excluído do projeto da Copa do Mundo de 2014 o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi. A FIFA e o COL estão à disposição da cidade de São Paulo para futuras discussões.?