Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Chelsea convida francês vítima de torcedores racistas para assistir ao jogo do clube

Souleymane foi impedido por fãs do clube inglês de entrar no trem do metrô de Paris antes de jogo da Liga dos Campeões

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 20/02/2015, às 18h38

Imagem Chelsea convida francês vítima de torcedores racistas para assistir ao jogo do clube

Incidente ocorreu na estação Richelieu-Drouot do metrô de Paris

O Chelsea convidou Souleymane S., homem negro que ficou famoso ao ser impedido de entrar no metrô, em Paris, por torcedores do clube inglês, para acompanhar o jogo de volta da Liga dos Campeões em Londres, contra o PSG. O time estendeu o convite para a família do francês para assistir à partida, em uma forma de repudiar a atitude dos torcedores racistas.

O técnico José Mourinho elogiou a iniciativa da diretoria da equipe. “Acho que ele [Souleymane] irá assistir não só à partida, mas irá sentir o que é o Chelsea. Por enquanto, ele tem uma ideia errada do que é o Chelsea”, afirmou o treinador.

O clube londrino já identificou a proibiu a entrada em Stamford Bridge de três torcedores identificados no incidente ocorrido na última terça-feira, antes do duelo das oitavas de final do torneio. Ainda faltando concluir as investigações, o Chelsea divulgou que irá punir por toda a vida se for comprovada a culpa.

“Essas pessoas não representam o Chelsea nem os valores do clube, assim não têm lugar aqui. A grande maioria dos torcedores do Chelsea já disse isso alto e claro. Queremos agradecer a todos os torcedores do clube que nos deram informação neste caso”, afirmou a agremiação, em comunicado oficial.

Mourinho disse que o clube está “envergonhado” pelo incidente. “Estou junto do Chelsea por muitas coisas boas que defende e representa. Deixei o clube em 2007 e não via a hora de voltar e não foi por gente como essa”, afirmou o treinador.