Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Cingapura quer tirar ATP Finals de Londres em 2021

País asiático enxerga no tênis uma possibilidade de aumentar atratividade

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 29/11/2018, às 14h50

Imagem Cingapura quer tirar ATP Finals de Londres em 2021

Cingapura pode ser a próxima parada do Nitto ATP Finals, badalado torneio da ATP que reúne os oito melhores tenistas do ano na última competição da temporada do tênis mundial. O país asiático está disposto a substituir Londres como sede do torneio em 2021, já que o contrato da capital britânica vai terminar em 2020.

Cingapura deve propor nos próximos dias que o Singapore Sports Hub, localizado em Kallang, seja a casa do ATP Finals no lugar da O2 Arena nos próximos dias. O complexo possui um estádio para 55 mil espectadores, um ginásio para 12 mil pessoas e ainda um menor, com 3 mil lugares, além de dois centros aquáticos.

O local recebeu o WTA Finals, que reúne as oito melhores tenistas do ano, nos últimos cinco anos. Dessa forma, o país acredita que já tem infraestrutura e experiência suficientes para abrigar os melhores tenistas do mundo a partir de 2021.

O2 Arena, em Londres, recebe ATP Finals desde 2009. Foto: Reprodução / Twitter (@ATPWorldTour)

Vale lembrar que, a partir do ano que vem, o WTA Finals se mudará para Shenzhen, na China, por razões econômicas. Os chineses ofereceram uma premiação total de US$ 14 milhões para o torneio, quase o dobro do que foi oferecido este ano por Cingapura.

O interesse do país em ser anfitrião do torneio masculino se dá, principalmente, porque Cingapura quer manter a aposta no tênis, que deu resultado em termos de público nos últimos cinco anos. Além disso, o turismo do país na semana em que a competição é disputada também aumentou em todos os anos, e o país não quer desperdiçar essa possibilidade de sucesso.

"É parte de nossos esforços contínuos encontrar eventos de classe mundial adequados e que possam inspirar o prazer do esporte aqui e aumentar nossa vitalidade e atratividade como destino esportivo e de estilo de vida", afirmou o governo do país, em comunicado.

Pelo lado da ATP, a organização nunca escondeu que a Ásia é uma região estratégica. No entanto, já informou que Cingapura concorre com pelo menos outras 30 cidades de diferentes países para substituir Londres. A lista oficial de candidatas será divulgada oficialmente no dia 14 de dezembro.

"A popularidade e o tamanho do torneio atingiram níveis sem precedentes em Londres, o que acabou atraindo grande interesse de diversas candidatas a cidades-sede ao longo dos anos", disse o presidente-executivo da ATP, Chris Kermode.

Para se ter uma ideia, nos últimos 10 anos, mais de 2,5 milhões de pessoas passaram, ao todo, pela O2 Arena durante a semana de disputa. Apenas este ano, o ATP Finals levou mais de 243 mil espectadores ao estádio.

Esta é a segunda tentativa de Cingapura para conseguir um torneio de peso da elite do tênis masculino mundial. O país já ofereceu € 50 milhões para receber a nova Copa Davis, mas não obteve êxito.