Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

City ajuda, e Puma obtém maior faturamento de sua história

Marca alemã chegou a € 5,5 bilhões, um aumento de 18,4% em relação a 2018

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 28/02/2020, às 10h55

Imagem City ajuda, e Puma obtém maior faturamento de sua história

A Puma faturou € 5,5 bilhões e alcançou o melhor ano de sua história em 2019. O número significa um aumento de 18,4% em relação ao faturamento obtido pela marca alemã em 2018. Além disso, a fabricante ainda conseguiu um EBIT (lucro antes de juros e imposto de renda) de € 440 milhões, um aumento de 30% em relação ao EBIT anterior.

Para chegar ao melhor ano da história da marca, a Puma contou com um quarto trimestre "inesquecível". O impulso nas vendas se deu, em especial, pelo início da parceria com o Manchester City, maior acordo já fechado pela empresa alemã, tanto em termos financeiros como também de escopo, ambição e olhar para o futuro. A parceria com o clube ainda teve um desdobramento: um acerto pessoal com o técnico da equipe, o espanhol Pep Guardiola.

Foto: Reprodução / Twitter (@gabrieljesus33)

"O ano de 2019 terminou com um quarto trimestre muito forte para nós, com todas as regiões e todas as divisões de produtos aumentando dois dígitos. Isso fez de 2019 o melhor ano da história da Puma. Estou muito orgulhoso do que a equipe alcançou e acho que esse desempenho mostra o potencial global da marca Puma", celebrou Bjørn Gulden, CEO da marca alemã.

De acordo com a imprensa alemã, além do Manchester City, os investimentos da Puma no futebol espanhol, com o Valencia e o acerto com a LaLiga para o fornecimento de bolas oficiais de jogo no lugar da Nike, também foram essenciais para o aumento do faturamento da marca. Além disso, acordos pessoais com jogadores como Harry Maguire (Manchester United), James Maddison (Leicester), Jan Oblak (Atlético de Madrid) e Samuel Umtiti (Barcelona) elevaram o status da marca na modalidade.

Por último, investimentos em outros esportes também se fizeram presentes em maior número em 2019. Destaque para um acordo de calçados fechado com a NBA no basquete, a manutenção do sucesso na Fórmula 1 com Mercedes, Ferrari e Red Bull, além do hexacampeão Lewis Hamilton, e ainda Usain Bolt que, mesmo aposentado, ainda é o maior nome do atletismo mundial.

Vale lembrar ainda que parcerias menores no esporte e também com celebridades de universos como moda, música e cinema ajudaram a alavancar o faturamento recorde da fabricante alemã no ano passado.