Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Clubes europeus atingem € 20,1 bilhões em receitas

Pesquisa realizada pela Uefa contou com informações fornecidas por 711 clubes

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 11/09/2018, às 09h28 - Atualizado às 12h28

Imagem Clubes europeus atingem € 20,1 bilhões em receitas

Se você algum dia duvidou que o futebol na Europa gera dinheiro, uma pesquisa realizada pelo órgão que organiza o futebol no continente, a Uefa, vai acabar com qualquer uma. De acordo com informações fornecidas à entidade por 711 dos principais clubes europeus, as receitas combinadas entre eles atingiram a marca de € 20,1 bilhões em 2017.

Além disso, os clubes também tiveram, pela primeira vez, um lucro coletivo de € 600 milhões, com os números demonstrando um balanço positivo substancial nas finanças dos clubes, mesmo com gastos também altos com compra de jogadores, por exemplo.

Foto: Reprodução

De acordo com a Uefa, os números comprovam a continuidade de uma tendência no futebol europeu, com as estatísticas anuais mostrando um aumento de 10% em relação ao ano anterior.

Em 2017, exatamente metade das 54 principais divisões de torneios de clubes organizadas pela Uefa e incluídas na pesquisa deram lucro. Segundo a entidade, a melhoria econômica coincide com a implementação dos regulamentos do Fair Play Financeiro (FFP, na sigla em inglês), que foi criado justamente com o intuito de proteger a situação financeira de cada clube.

“Graças ao Fair Play Financeiro, o futebol europeu está mais saudável do que nunca”, afirmou Aleksander Ceferin, presidente da Uefa desde setembro de 2016, em um comunicado oficial.

O relatório da Uefa ainda revelou que o lucro operacional dos clubes sem a inclusão de receitas geradas por meio de transferências de jogadores foi de € 1,4 bilhão no total.

Entre as ligas, o destaque, como já é costume, ficou com a Premier League. Na liga inglesa, 18 dos 20 clubes obtiveram lucro em seus respectivos anos financeiros até junho de 2017.