Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Coca-Cola encerra acordo com G4 e deixa clubes 'órfãos'

Femsa não renova vínculo com grandes paulistas, que buscam marca de refrigerante

Duda Lopes e Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 26/01/2015, às 13h11

Imagem Coca-Cola encerra acordo com G4 e deixa clubes 'órfãos'

A Coca-Cola não é mais patrocinadora dos quatro grandes clubes paulistas. Corinthians, São Paulo, Santos e Palmeiras não contam mais com o apoio da Femsa, que faz a distribuição do refrigerante no estado de São Paulo.

A empresa apoiava os times desde o fim de 2009, mas não renovou o vínculo que era válido até 31 de dezembro último.

O distrato é cercado por um pouco de insatisfação dos dois lados.

“Eles não ativavam a marca, e isso já não tem valido a pena para os times”, disse José Carlos Peres, coordenador geral do G4, que negocia em conjunto para as quatro equipes.

A Femsa teria feito uma oferta com valores maiores ao que era pago no antigo contrato, segundo Peres, mas não houve acerto. A ideia era ter uma relação semelhante à com a a Ambev, que tem acordo idêntico, mas faz uma série de ações com os times, ancorada no Movimento por um Futebol Melhor.

O contrato com a Ambev foi justamente o primeiro momento de ruptura com a Femsa. A distribuidora mantinha a Kaiser como patrocinadora das equipes, além da Coca-Cola. Em 2012, para fechar com a Ambev, o acordo com a Femsa foi quebrado, valendo só para refrigerantes.

O valor do contrato firmado foi o mesmo estabelecido anteriormente pela Kaiser, mas os clubes paulistas ambicionaram o que era feito com os rivais cariocas. Os grandes do Rio de Janeiro tiveram estruturas reformadas graças à parceira com a Ambev. A empresa também faz ações com sócios-torcedores, além de personalização de latas.

Agora, o G4 paulista busca um substituto no segmento de refrigerantes. O grupo já enviou proposta aos principais concorrentes, mas as negociações ainda estão num primeiro estágio.

A Femsa declarou que o contrato não foi renovado porque “neste ano está redirecionando seus investimentos de marketing para outras atividades, além do futebol”. A Coca-Cola patrocina os Jogos Olímpicos.