Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

COI cede transmissão para Sportfive

COI cede transmissão para Sportfive

Redação em São Paulo - SP Publicado em 18/02/2009, às 13h00

O Comitê Olímpico Internacional anunciou nesta quarta-feira um acordo com a Sportfive para a transmissão das Olimpíadas de inverno (2014) e verão (2016) em grande parte do territorio europeu. Valores não foram divulgados. Pelo acordo, a Sportfive terá exclusividade para exploração dos direitos de transmissão das Olimpíadas em todas as mídias. Os únicos países europeus não incluídos no contrato são Alemanha, Espanha, França, Itália, Reino Unido e Turquia. ?Esse acordo marca uma nova era na transmissão dos Jogos Olímpicos. O COI está empenhado a difundir a competição para o maior número possível de pessoas, e estamos ansiosos para trabalhar em conjunto com a Sportfive para tornar isso possível na Europa?, discursou Jacques Rogge, presidente do comitê. A conclusão positiva da negociação com a Sportfive limita os espaços para acordos de mídia do COI em relação às Olimpíadas de 2014 e 1016. Como também já fechou com Sky Itália e Fox Turquia, a entidade negocia direitos de transmissão apenas para Alemanha, Espanha, França e Reino Unido. Tradicionalmente, o COI inclui estes territórios na negociação com a União Européia de Emissoras de Televisão (EBU, em inglês), parceira da entidade há 50 anos. No início de dezembro de 2008, no entanto, a negociação entre as partes pelos Jogos de 2014 e 2016 naufragou pelo baixo valor oferecido pela companhia de mídia. Com o acordo com a Sportfive, as principais emissoras que compõem a EBU seguem com o caminho livre para acertarem individualmente com o COI. A negociação mais lucrativa para os Jogos Olímpicos, no entanto, ainda não foi iniciada. Atual detentora dos direitos de transmissão para os Estados Unidos, a NBC ainda não teve possibilidade de renovar a parceria por causa da recusa do COI em abrir as conversas em meio à crise financeira mundial. Também em dezembro de 2008, a entidade decidiu postergar as tratativas para depois da definição da sede dos Jogos de Verão de 2016, que acontecerá em outubro. Grande parte da mídia internacional desqualificou a estratégia, que teria uma motivação maior que a existência da crise. Se Chicago for escolhida para sediar o evento, garantindo a volta dos Jogos aos Estados Unidos depois de 20 anos, as emissoras devem aumentar a oferta, potencializando o orçamento do COI.