Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Com aval do Cade, Netshoes intervirá em acordo Nike/Centauro

Objetivo é fazer com que não haja privilégio na venda de produtos da marca

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 12/03/2020, às 10h32

Imagem Com aval do Cade, Netshoes intervirá em acordo Nike/Centauro

A superintendência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aceitou um pedido da Netshoes e tornará a empresa interveniente do acordo que fará com que a Nike no Brasil seja comandada pela Centauro.

Segundo a análise do órgão, há o risco de a Centauro ser favorecida na distribuição de produtos. Para evitar isso, a Netshoes poderá acompanhar o processo de análise antitruste do acordo dentro do Cade. O objetivo é fazer com que não haja privilégio à Centauro na venda de produtos da marca.

Foto: Reprodução

No início do mês passado, O Grupo SBF, controlador da marca Centauro, enviou um e-mail a seus acionistas informando que havia concluído a operação para assumir a gestão de toda a rede de lojas da Nike no Brasil, seja ela física ou on-line, no valor de R$ 900 milhões.

LEIA MAIS: Centauro assume operação de lojas da Nike no Brasil

LEIA MAIS: Nike reduz risco na América do Sul, e Centauro assume no Brasil

LEIA MAIS: Análise: Grupo SBF precisa que Nike siga sendo Nike

Dessa forma, o Grupo SBF se tornaria distribuidor exclusivo dos produtos da fabricante americana no Brasil, controlando a distribuição para outras varejistas e também as lojas únicas da marca. À época, A Centauro chegou a afirmar que o relacionamento da Nike com outras varejistas não seria afetado.

A questão é que, desde então, a Netshoes questionou o acordo, dizendo que a exclusividade de distribuição por uma varejista significaria desvantagem competitiva para o resto do mercado. O Cade aceitou o pedido, ao considerar a existência de questões duvidosas em relação às cotas de mercado das partes.

Como possui 21% do mercado de artigos esportivos do país, ou seja, mais de um quinto sozinha, a Nike é uma marca de extrema importância para qualquer varejista do segmento. De acordo com uma fonte do mercado consultada pela revista InfoMoney, algo em torno de 15% a 20% das vendas da Netshoes sejam de produtos da Nike. Na Centauro, o número é ainda maior e atinge 25%.