Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Com certidão negativa, Sport encaminha projeto para centro de treinamento

Neste ano, clube investiu R$ 4 milhões para obter documento

Duda Lopes - São Paulo (SP) Publicado em 03/12/2014, às 10h14 - Atualizado às 12h14

Imagem Com certidão negativa, Sport encaminha projeto para centro de treinamento

No meio deste ano, o Sport fez uma operação ousada para conseguir fechar com a Caixa. Para assinar um contrato de R$ 6 milhões, o clube se mobilizou por uma operação financeira de R$ 4 milhões para conseguir as certidões negativas de débito. Agora, a diretoria do time pernambucano começa a encaminhar os projetos que justificaram todo o investimento.

O clube já tem conversas avançadas com empresas que devem colocar o hotel do centro de treinamento de base em projetos de Lei de Incentivo ao Esporte, algo que só é possível com as certidões negativas.

No projeto original, o empreendimento estava orçado em R$ 800 milhões, mas haverá uma nova avaliação para se enquadrar na Lei de Incentivo. Ele ainda passará pelo crivo do Ministério do Esporte, mas o clube acredita que não haverá muitos empecilhos, já que existem empresas que sinalizaram interesse.

À Máquina do Esporte, o diretor de marketing do Sport celebrou a possibilidade. “Hoje o clube está apto a receber esse investimento. E não vai se limitar a levantar estruturas como o hotel. Há outros projetos de esportes olímpicos, como o remo, que é tradicional no clube, para receber Lei de Incentivo”, afirmou.

Além do hotel, outras estruturas do centro de treinamento de base podem entrar no mesmo esquema. O local será integrado ao CT dos profissionais, que chegou a ser utilizado pela Fifa durante a Copa do Mundo.