Com clássico e novo plano, Guarani ganha mil sócios

No próximo sábado, Guarani e Ponte Preta voltam a se enfrentar pela Série B do Campeonato Brasileiro. A partida será realizada no Brinco de Ouro, estádio da equipe alviverde, que tem comemorado as novas adesões de seu projeto de sócio-torcedor. Uma das justificativas é a própria partida contra o principal rival.

Como medida de segurança, o estádio deve receber um público de apenas 12 mil torcedores, já que houve uma série de restrições feitas pela polícia militar. No jogo do primeiro turno, o locutor da Ponte Preta provocou os torcedores do Guarani, o que resultou em tumulto na área de visitantes. Pelo ocorrido, os dois times foram impedidos de jogar em Campinas por cinco partidas.

Nesse novo clássico, com público reduzido, a bandeira de ambas as equipes tem apontado por um jogo de paz. As diretorias das duas equipes se uniram para passar mensagens pacíficas aos torcedores, em anúncios e nas mídias oficiais dos clubes.

Com o evento sendo tratado com uma ocasião de maior tranquilidade e com o ingresso mais disputado, o Guarani viu seu quadro de sócio-torcedor ganhar 380 membros somente no último fim de semana. Ao todo, foram mil novos torcedores que se uniram ao programa em um mês.

A diferença no período foi a mudança de valor no projeto. Com o intuito de conseguir uma maior arrecadação, o clube abaixou o preço mínimo do plano, que foi de R$ 50,00 para R$ 30,00. Além disso, o Guarani também ofereceu alternativas para os torcedores, como plano para camarote, por exemplo. Para o clube, essa diversificação atrai um grupo maior de pessoas, em um momento de situação financeira delicada.

Leia mais:

Guarani acerta com Sport.Com até fim do ano