Com novo acordo, Fluminense mantém Unimed intacta

"Nós podemos agregar mais do que exposição de marca", diz dirigente

Como era previsto antes das eleições presidenciais no Fluminense, a vitória da chapa liderada por Peter Siemsen manteve intacta a parceria com a Unimed, existente desde o fim de 1998, com a renovação do contrato por mais um ano. A nova gestão do clube espera estreitar relacionamento com a patrocinadora, com a meta de ampliar benefícios.

"Nós podemos agregar mais do que simplesmente exposição de marca", revela o futuro vice-presidente de marketing do Fluminense, Idel Halfen, à Máquina do Esporte. "Eles já conseguem excelente exposição, um recall lá em cima, mas queremos, a quatro mãos, ajudar o patrocínio a trazer mais receita para a Unimed, e pegar carona nisso".

Atualmente, o time das Laranjeiras estampa apenas a marca da empresa na camisa, e, no que depender da nova gestão, esse modelo será mantido. "O que recebemos da Unimed é um valor que, talvez, mesmo com uma marca só, é muito maior do que clubes recebem fazendo da camisa um macacão de Fórmula 1", argumenta o executivo.

Confira a entrevista, na íntegra, com o novo vice-presidente:

Fluminense aposta em planejamento, apoiado por estudos, para marketing