Com novo plano, Grêmio conquista três mil sócios

60% dos novos associados não têm direito a desconto em ingressos

60% dos novos associados não têm direito a desconto em ingressos

O ano de 2011 começou muito bem para o Grêmio. Classificado para a primeira fase da Copa Santander Libertadores, após bater o Liverpool do Uruguai em jogo eliminatório, líder do respectivo grupo no Campeonato Gaúcho, o clube tem conseguido bons resultados também nos negócios. Em uma semana, conquistou três mil novos sócios.

Curiosamente, cerca de 60% desse número representam adesões ao plano ouro, que não dá direito a 50% de desconto na compra de ingressos e foi criado para torcedores distantes de Porto Alegre. "Introduzimos essa modalidade para torcedor mais light em relação à presença no estádio", explica Paulo César Verardi, diretor de marketing.

A meta é atingir 100 mil sócios até junho de 2012, e o dirigente acredita, com base nos números iniciais, que o objetivo pode ser alcançado antes mesmo do prazo estipulado. "Se mantida a tendência que estamos vendo, somada às ações que vamos fazer, que vão refinar e qualificar, talvez consigamos atingir um pouco antes", afirma.

Assim como o rival, Internacional, a presença na Libertadores deve contribuir para que o Grêmio emplaque bons números em relação ao quadro social. Apesar de não ser encarado como decisivo para o sucesso do novo programa de sócios-torcedores, o diretor garante que o torneio fará parte das ações promocionais no futuro.

Dentre outras ferramentas para manter o crescimento das adesões, o clube irá intensificar a atuação de consulados, espalhados sobretudo por Rio Grande do Sul, e ampliar o número de benefícios oferecidos aos associados. Por ora, já há parcerias com empresas de educação, farmácias, academias, rede de hospitais, entre outros.