Com rivais, Cruzeiro do Sul foca goleiros

Deola, do Palmeiras, será um dos protagonistas da campanha

Deola, do Palmeiras, será um dos protagonistas da campanha

Em 2010, na primeira edição do projeto “Jogando pelo meio ambiente”, o banco Cruzeiro do Sul teve o Corinthians como parceiro exclusivo e focou a comunicação na imagem do clube alvinegro. Nesta segunda-feira, a instituição financeira lançou a segunda temporada da iniciativa e anunciou acordo com o Palmeiras. Com isso, apresentou também uma mudança na estratégia para o plano, com foco nos goleiros.

Deola, do Palmeiras, e Júlio César, do Corinthians, estiveram presentes no evento para endossar o projeto do Cruzeiro do Sul. Os dois também vão protagonizar a campanha da marca para mídia impressa.

“Pela primeira vez em quatro anos, colocamos o marketing à frente do futebol e interferimos em uma questão de planejamento. O Júlio [César] tinha de treinar agora, mas nós o tiramos da atividade para estar aqui nesse evento. Isso mostra a import"ncia que nós damos ao projeto”, disse Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Corinthians.

O curioso é que nenhum dos goleiros será pago por isso. Deola e Júlio César fecharam participação voluntária no projeto, interessados no aspecto social da iniciativa. O Cruzeiro do Sul fará uma série de ações socioambientais ligadas aos clubes parceiros, com destaque para o plantio de cem árvores a cada jogo e a cada gol de Corinthians e Palmeiras.

A aposta nos goleiros mudou até a principal ação do projeto. Neste ano, o banco também plantará 200 árvores a cada pênalti defendido por Deola ou por Júlio César.

Haverá outras duas iniciativas, que foram planejadas em poucos minutos nesta segunda-feira. Antes do evento, Deola sugeriu que o Cruzeiro do Sul também plantasse cem árvores a cada jogo em que um dos goleiros deixasse de ser vazado.

A ideia foi abraçada pela diretoria do banco durante o evento, assim como um desafio de Deola a Júlio César. O goleiro palmeirense propôs que o goleiro entre eles que tiver menos árvores plantadas no fim do ano pague um pacote de cestas básicas a uma instituição de caridade. O Cruzeiro do Sul também aceitou a oferta, e prometeu dobrar o número de artefatos doados.

O projeto do Cruzeiro do Sul também focará a rivalidade entre Corinthians e Palmeiras. A despeito do espaço dado aos goleiros, o banco não deixará de trabalhar as imagens das duas equipes.