Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Comitê de Tóquio 2020 chega a acordo para simplificar Jogos

Medida tem como objetivo diminuir os custos do evento

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 28/09/2020, às 15h39

Imagem Comitê de Tóquio 2020 chega a acordo para simplificar Jogos

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos de 2020 espera diminuir o número de participantes não-atletas entre 10% e 15%. Adiado para o ano que vem, a medida faz parte de uma redução de 50% nos custos da competição. 

Em 25 de setembro, o Comitê Olímpico Internacional (COI) e os organizadores locais anunciaram que chegaram a um acordo sobre medidas destinadas a maximizar a economia de custos e aumentar a eficiência na entrega de Tóquio 2020, que deverá começar em 23 de julho do próximo ano. 

A lista de medidas foi dividida em quatro categorias principais: partes interessadas, infra-estrutura, promoção e outras áreas de interesse. 

Além de reduzir o número de funcionários presentes nos Jogos, as medidas iniciais incluem a racionalização dos serviços de transporte, o ajuste das atividades dos espectadores nos locais de competição e a realização de uma série de reuniões pré-evento on-line. 

O COI e os organizadores locais formaram um comitê de direção conjunto para se concentrar na entrega de Tóquio 2020 logo após a pandemia do coronavírus, o que levou ao adiamento do evento em março. 

A dupla anunciaria mais tarde que estava planejando realizar um evento "racionalizado" e "simplificado" após o adiamento, o que o COI espera custar à organização US$ 800 milhões. 

Os organizadores estimarão agora a economia de custos que pode ser obtida com as medidas propostas e planejam fornecer uma atualização na reunião da diretoria executiva do COI em outubro.