Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Copa do Brasil vira palco para ações de montadoras

Cruzeiro e Corinthians fecharam aportes pontuais com Fiat e Renault

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 18/10/2018, às 08h21 - Atualizado às 11h21

Imagem Copa do Brasil vira palco para ações de montadoras

Foto: Reprodução / Twitter (@Cruzeiro)

A decisão da Copa Continental do Brasil rendeu um dos maiores índices de audiência ao futebol nesta temporada. E, por conta disso, o jogo entre Corinthians e Cruzeiro serviu de palco para que marcas de carro optassem por promover seus modelos ao público que viu ao jogo pela televisão.

Fiat e Renault fizeram patrocínios pontuais a Cruzeiro e Corinthians, respectivamente. A marca de origem italiana promoveu o modelo Argo no ombro da camisa. Já os franceses foram mais agressivos e ocuparam o espaço máster do Corinthians, mas utilizando apenas a marca da montadora. Havia ainda a promessa de que um jogador usaria o número 399 nas costas durante o jogo, em referência ao valor da parcela cobrada para a aquisição do veículo. Essa ação, porém, não aconteceu.

Leia Mais: Cruzeiro fecha patrocínio pontual com Fiat para final

Leia Mais: Corinthians terá patrocínio pontual da Renault na final da Copa do Brasil

“A visibilidade de um jogo do Corinthians já é imensa, sobretudo em uma final de campeonato. Encontramos neste cenário uma oportunidade ideal para divulgar condições especiais para os clientes interessados em adquirir um Renault Kwid”, afirmou Federico Goyret, diretor de marketing da Renault, ao site do Corinthians.

Segundo os dados preliminares do Ibope em São Paulo, a final chegou a ter picos de 44 pontos de audiência e uma média que beirou os 40 pontos. Dependendo de como for a consolidação dos números, esse índice só teria sido superado pela decisão do Campeonato Paulista, entre Corinthians e Palmeiras.

"A Fiat tem relação muito próxima com as principais equipes de futebol de Minas Gerais e esteve junto com o Cruzeiro em uma época de muito sucesso, com conquistas inesquecíveis para o clube e sua grande torcida. Nada mais natural que o Argo, que recebeu diversos prêmios e foi vencedor de muitos comparativos, estar estampado no uniforme celeste nessa partida tão importante", declarou antes da decisão Herlander Zola, diretor de operações comerciais da Fiat no Brasil.

A estratégia das duas marcas mostra, claramente, que o futebol foi usado pelo mercado como plataforma de exposição de marca, mais do que relacionamento com o consumidor. Nos dois casos, as marcas só decidiram fazer a ação por conta do alto índice de audiência da partida na TV.

Leia Mais: Análise: Futebol precisa ser maior que exposição

Não por acaso, Argo e Kwid estão entre os carros mais populares do país. Em setembro, o carro da Fiat vendeu 6.395 unidades, a sexta melhor marca entre todos os modelos. O concorrente da Renault foi o sétimo mais vendido, com 5.486 unidades comercializadas. Os dois modelos estão entre os dez mais vendidos do país durante todos os meses de 2018.