Corinthians cai também na audiência

Contra o Vasco da Gama, o Corinthians jogou pela primeira vez neste ano com um técnico interino, que assumiu o comando no lugar de Adilson Batista, demitido graças ao mal momento vivido pelo clube. Contra um time que ainda busca uma vaga na Copa Santander Libertadores, a equipe do Parque São Jorge não conseguiu manter a audiência que teve na quarta-feira anterior.

A Globo conseguiu 24 pontos de média no Ibope, contra 26 pontos que obtido no jogo entre Atlético Mineiro e Corinthians, há uma semana. Já a Bandeirantes teve os mesmo 6 pontos nas duas medições, e ainda conseguiu ter um número a mais em seu pico: foram 8 pontos, contra 7 no último fim de semana.

A má fase do Corinthians fez com que as emissoras não tivessem um maior sucesso no jogo “extra” do Campeonato Brasileiro. O jogo entre o time carioca e o time paulista estava marcado para o dia 1 de setembro, aniversário de 100 anos do Corinthians. A CBF adiou a partida para que as comemorações fossem realizadas.

O adiamento fez com que as emissoras tivessem uma data além do programado dentro do campeonato, podendo, dessa maneira, abdicar da Copa Nissan Sul-Americana. Nesta semana, o provável jogo seria o realizado entre Palmeiras e Universitario Sucre, da Bolívia, partida com apelo menor do que uma disputa pelo título brasileiro.

No próximo jogo, no domingo, tanto Globo quando Bandeirantes poderão voltar a celebrar com bons números com o Corinthians. O time enfrentará o Guarani, em Campinas, e terá em campo a volta do seu maior jogador: Ronaldo. Última partida do atleta, contra o Atlético Paranaense, a rede Globo conseguiu 27 pontos de média no Ibope.

Cada ponto no Ibope é equivalente a 58.300 domicílios sintonizados. Os dados da medição consideram apenas a audiência de São Paulo, região de referência para o mercado publicitário.