Corinthians espera resposta de Panamericano até sexta-feira

Panamericano com o Corinthians, em 2010

Panamericano com o Corinthians, em 2010

Quem acompanhou a crise do banco Panamericano dificilmente acreditaria que a empresa iria continuar com seus investimentos no esporte. No entanto, em busca de uma melhoria na imagem, o banco já sinalizou que quer renovar o seu contrato com o Corinthians, mesmo com a valorização pedida pelo clube alvinegro.

Atualmente, o Panamericano paga R$ 8 milhões ao Corinthians para expor a sua marca na barra da camisa do time. Para 2011, o clube espera receber R$ 12 milhões pelo espaço. Agora, o marketing corintiano espera uma resposta do banco até o fim desta semana.

O Panamericano, que confirmou a negociação, não divulga qual o valor que disponibiliza para o Corinthians; a instituição apenas sinalizou o seu interesse na renovação com o clube, que nega que haja a concorrência de outras empresas interessadas pela exposição na barra de sua camisa.

Com uma relação considerada amigável, a definição não ocorrerá necessariamente nesta semana, já que o banco pode querer prolongar as negociações para um valor que interessa ambas as partes. O Corinthians deve esperar a definição da empresa para, se for necessário, iniciar a busca por novos aportes.

No fim de 2010, o banco Panamericano anunciou um rombo de R$ 2,5 bilhões em dívida adquirida para cobrir fraudes internas. Na época, a empresa foi procurada pela Máquina do Esporte, mas afirmou ainda não existia um plano para o esporte com vistas à nova situação da instituição.