Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Covid-19 faz NBA, MLB, NHL e MLS limitarem acesso a vestiários

Possibilidade de jogos com portões fechados não foi totalmente descartada

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 10/03/2020, às 08h40 - Atualizado às 11h40

Imagem Covid-19 faz NBA, MLB, NHL e MLS limitarem acesso a vestiários

As principais ligas esportivas dos Estados Unidos tomaram uma nova decisão para preservar os atletas em relação ao risco de contágio pelo coronavírus. A partir de agora, está limitado o acesso aos vestiários das equipes. A medida foi anunciada em conjunto por NBA, MLB, NHL e MLS, ligas de basquete, beisebol, hóquei e futebol, respectivamente, que estão em atividade no momento.

LEIA MAIS: Coronavírus Covid-19 cria rombo no mercado esportivo

No comunicado, as ligas afirmam que os jornalistas não terão mais acesso para entrevistas pré e pós-jogos. A decisão foi tomada "após consulta com especialistas em doenças infecciosas e saúde pública, e considerando os problemas associados ao contato próximo em ambientes pré e pós-jogo".

Foto: Reprodução / Twitter (@NHL)

Nos Estados Unidos, a mídia tradicionalmente tem acesso aos vestiários, assim como muitos convidados na maioria das vezes. A partir desta terça-feira (10), o trabalho dos jornalistas terá que ser feito em outros locais que serão designados pelos times. Não há um prazo para a medida deixar de existir.   

A medida preventiva parece, por ora, deixar de lado a possibilidade de jogos com portões fechados, apesar de a hipótese não ter sido descartada. Na semana passada, a NBA chegou a cogitar jogar sem a presença de torcedores, revoltando atletas como LeBron James, que afirmou que não entraria em quadra com o ginásio vazio.

Vale ressaltar que a NFL, liga de futebol americano, também participou das discussões sobre o assunto, mas não precisou aderir à iniciativa pelo fato de estar em período de férias. A MLB, por sua vez, que está em pré-temporada, faz parte da lista que acatará a decisão, mas já informou que não pretende mexer no calendário da temporada, que terá início no próximo dia 26 de março.