Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Crise adia negociação por TV no COI

Crise adia negociação por TV no COI

Redação em São Paulo - SP Publicado em 11/12/2008, às 13h00

O Comitê Olímpico Internacional (COI) adiou a negociação para a transmissão dos Jogos Olímpicos de 2016 nos Estados Unidos devido à crise que assola os mercados financeiros em todo o mundo desde setembro. A NBC é a atual detentora dos direitos de TV da competição no país. As tratativas só deverão ser retomadas após a definição de qual país sediará a disputa, em outubro do ano que vem. Rio de Janeiro, Tóquio, Madri e Chicago concorrem pela organização do evento. A medida tem como objetivo acalmar os "nimos de possíveis patrocinadores e do próprio Comitê Olímpico dos EUA (Usoc, na sigla em inglês), que anunciou na última quarta-feira um corte de 10% em seus custos administrativos para o ano que vem. "Na atual situação econômica, acho difícil chegarmos a alguma decisão porque as previsões são de que os patrocinadores [dos programas de TV] se afastarão", disse Richard Carrion, do departamento de finanças do COI. O novo presidente do Usoc, Larry Probst, concorda com a tese e disse que a fuga de patrocinadores no esporte já era esperada. "As empresas avaliam seus custos na totalidade. Estamos trabalhando duro para consolidar os patrocínios existentes e conquistarmos novos", afirmou o dirigente, cuja entidade perdeu neste ano apoio da GM, que atravessa crise.